Pop

Pix, gasolina e CPI: Noticiário? Não, termos mais usados no Tinder em 2021

Nem só de cantada barata vive o brasileiro. Os usuários da plataforma falaram sobre filmes, música, inflação e tiveram (frequentemente) a famigerada conversa sobre "você curte Friends?"

Tinder: conseguir marcar um date já não era uma tarefa tão fácil assim antes. Com a pandemia, tudo ficou ainda mais burocrático. (Thomas Trutschel/Getty Images)

Tinder: conseguir marcar um date já não era uma tarefa tão fácil assim antes. Com a pandemia, tudo ficou ainda mais burocrático. (Thomas Trutschel/Getty Images)

Mariana Martucci

Mariana Martucci

Publicado em 7 de dezembro de 2021 às 16h23.

Se 2020 foi uma energia caótica completa, 2021 pode ter sido ainda mais complicado. Até flertar ficou mais complexo. Com as medidas sanitárias para prevenir a propagação do coronavírus, as pessoas ficaram cada vez mais cautelosas na hora de combinar um date.

O olhar não era só para ver quem estava vacinado ou não, mas também por atenção aos detalhes, já que a geração Z passou a valorizar até os encontros mais simples e comuns. À sua maneira, foram autênticos ao procurarem conexões com novas pessoas durante este ano. 

Enquanto milhares de emojis foram usados nas bios do Tinder, um em especial realmente chamou a atenção da plataforma: o “apenas observando” 👀 teve um aumento histórico de 40% globalmente neste ano.

Em 2021, a geração Z vivenciou encontros online e na vida real após a disseminação das vacinas. Dates por vídeo se tornaram uma forma de primeiro encontro, fazendo com que as menções à “videochamada” nas biografias do Tinder crescessem 52% globalmente. No entanto, a geração Z também estava procurando se conectar com novas pessoas próximas, já focando em um get together na vida real: as expressões "pela região" e "por perto" aumentaram 20% nas bios, mostrando que o mundo real não está saindo de moda quando o assunto é date.

A plataforma também identificou que os primeiros encontros se tornaram mais sobre fazer atividades em conjunto do que sair apenas para quebrar o gelo, e os membros estão preferindo encontros mais interessantes e pessoais para realmente se conhecerem. Nesse sentido, o Tinder viu triplicar o número de menções a "fazer trilha” e “ir à uma cachoeira" nas bios, além de outras sugestões de atividades em meio à natureza para encontrar o crush.

Engajados, a geração Z brasileira se posiciona em suas bios no app. #EleNão foi um dos termos mais usados ao longo do ano, enquanto o termo “CPI” teve pico de citações em maio. Outro tópico relacionado à pandemia e à política, o termo “cloroquina” também foi assunto no aplicativo, crescendo em menções mais de 100 vezes desde o início de 2020 até maio de 2021. Mas o posicionamento vai muito além da política, sendo vegetarianismo, feminismo, veganismo, amantes dos animais e LGBTQIA+ as causas mais citadas.

Dinheiro também foi um tópico que não ficou de fora — nem no Tinder. Pix, a novidade financeira de 2021, foi um dos termos mais usados em bios ao longo do ano, seguido pelo termo gasolina — combustível que causou euforia na reta final desse ano por conta da alta nos preços.

Em um ano em que estar com a vacina em dia é pré-requisito para a possibilidade de um encontro na vida real,  compartilhar o estilo de vida pós-vacina em suas biografias do Tinder fez a geração Z se sentir mais segura para conhecer alguém. Em julho, à medida que a vacinação avançava no país, as menções nas biografias dos perfis a “vacinado” cresceram seis vezes, e a “vacinada”, cinco vezes. Já em agosto, as menções a “imunizado” nas bios do Tinder cresceram 300%, e o uso de "imunizada" foi 280% maior. 

A simplicidade também não ficou de fora. As menções a "pequenas coisas" aumentaram 30% neste ano nas bios do aplicativo, uma forma que os membros  encontraram para mostrar o quanto valorizavam as pequenas alegrias da vida. Brasileiros expressaram esse sentimento sem deixar os memes de lado, usando frases que bombaram como: “Mó paz” e “É sobre isso, e tá tudo bem”

A música foi o principal Interesse compartilhado entre os membros do Tinder globalmente. As canções que cada um escolheu para exibir em seus perfis podem dizer bastante sobre o seu humor e gostos.  A agitação de “Good 4 u”, de Olivia Rodrigo, e “STAY”, de Kid Laroi e Justin Bieber, ficaram no topo das paradas dos perfis do Tinder em 2021. Entre os brasileiros da geração Z, as músicas que se destacaram foram “Amor de Fim de Noite”, rap do Orochi e Papatinho, e “Ninguém me Segurou”, do Lagum. 

Confira abaixo os principais destaques de 2021 no Tinder:

Emoji do ano 👀

Outro emojis populares nas bios

  1. 🔥
  2. 😉
  3. 🌈
  4. 🥰
  5. 🍻
  6. 😅
  7. 😂

Tendências no Tinder em 2021

Top termos virais

  1. #EleNão
  2. Pix
  3. Mó Paz
  4. Gasolina 
  5. Ta Passada?

Top entretenimento

  1. Friends
  2. BBB
  3. A Fazenda
  4. La Casa de Papel
  5. De Férias com o Ex

Top famosos mais citados

  1. Bolsonaro
  2. Lula
  3. Anitta
  4. Virginia
  5. Casimiro

Em 2021 os jovens da geração se interessaram por:

Top 10 Interesses da geração Z brasileira

  1. Netflix
  2. Música
  3. Filmes
  4. Viagem
  5. Fazer amigos
  6. Baladeiro/Baladeira
  7. Churrasco
  8. Games
  9. Tatuagens
  10. Natureza

O que não saiu da playlist da geração Z

Top 10 Artistas e as respectivas músicas mais adicionadas na bios

  1. Orochi, Papatinho (Amor de Fim de Noite)
  2. Lagum (Ninguém me Ensinou)
  3. Filipe Ret, L7NNON, Chris Beats Zn (Corte Americano)
  4. Billie Eilish (Your Power)
  5. Gilsons (Várias Queixas)
  6. João Gomes (Meu Pedaço de Pecado)
  7. Ed Sheeran (Bad Habits)
  8. BIN, LUDMILLA, Mainstreet, Dallass (Apê 1001)
  9. WILLOW, Travis Barker (Transparentsoul)
  10. Luísa Sonza (Mulher do Ano XD)
Acompanhe tudo sobre:MúsicaPandemiaPIXRedes sociaisTinder

Mais de Pop

Menos coloridos e ainda ousados: Restart quer eternizar legado com turnê de despedida

'Nollywood': como esse filme da Netflix fez o cinema nigeriano conquistar o público global

Dia dos Namorados: 10 frases para celebrar e se emocionar

João Rock 2024: veja como assistir aos shows de casa

Mais na Exame