Acompanhe:

James Webb revela imagens inéditas da Nebulosa Tarantula, a 161 mil anos-luz da Terra

A observação dessa galáxia em detalhes é particularmente importante para que os cientistas estudem a formação de novas estrelas

Modo escuro

Continua após a publicidade
Nebulosa Tarântula pelos olhos de James Webb (Nasa e ESA/Reprodução)

Nebulosa Tarântula pelos olhos de James Webb (Nasa e ESA/Reprodução)

L
Luiza Vilela

Publicado em 6 de setembro de 2022 às, 18h25.

Última atualização em 6 de setembro de 2022 às, 18h40.

Novas descobertas astronômicas à vista! O telescópio espacial James Webb mais uma vez trouxe imagens surpreendentes: na tarde desta terça-feira, 6, a Nasa e a ESA — agência espacial da Europa — divulgaram as fotos da Nebulosa Tarântula, com um conglomerado de estrelas sem precedentes.

Se antes os outros telescópios espaciais, como o Hubble, não conseguiam ir além da poeira estelar da Tarântula, o James Webb se provou eficiente e alcançou estrelas jovens a milhares de anos-luz do nosso planeta que eram, até então, inéditas aos olhos dos cientistas.

A foto final é resultado de uma combinação dos infravermelhos do telescópio, em alta resolução, e revela milhares de estrelas jovens no "berçário estelar", que também recebe o nome de 30 Doradus. A Nebulosa, repleta de poeira estelar e estrelas inéditas, está a cerca de 161 mil anos-luz de distância da Terra, localizada na Grande Nuvem de Magalhães.

A 30 Doradus é uma região do espaço que costuma chamar bastante a atenção dos astrônomos sobretudo por apresentar a formação de estrelas mais brilhante nas galáxias mais próximas da Via Láctea.

Sua observação é particularmente importante para que os cientistas estudem a formação de novas estrelas. A Nebulosa Tarântula é lar de algumas estrelas mais quentes e massivas já conhecidas, muito mais do que o nosso Sol, por exemplo.

Uma visão do passado cósmico

Foto: Detalhes da Nebulosa Tarântula

Olhar para esse conglomerado, além de ter uma imagem belíssima de uma das partes mais brilhantes do universo, é também olhar para um passado tão remoto quanto a existência do Planeta Terra.

O estudo da Nebulosa Tarântula por meio dessas imagens permite que os cientistas tenham uma visão apurada da época em que o cosmos tinha apenas alguns bilhões de anos. Ou seja: uma observação completa e inédita de como as estrelas se formaram no passado cósmico.

"Um dos motivos pelos quais a Nebulosa da Tarântula é interessante para os astrônomos é que ela tem um tipo de composição química semelhante às regiões gigantes de formação de estrelas vistas ao 'meio-dia cósmico' do Universo, quando o cosmos tinha apenas algumas estrelas, bilhões de anos e a formação estelar estava no seu auge", diz a Nasa em nota oficial.

Por que Nebulosa "Tarântula"?

Foto de 2013 da Nebulosa Tarâtula

De acordo com a Nasa, o conglomerado cósmico recebeu esse nome porque, na visão de outros telescópios, a parte mais visível da Nebulosa eram os filamentos de poeira, que se assemelhavam às penas de uma aranha caranguejeira (ou tarântula, em inglês).

À primeira vista, alguns séculos atrás, a região foi considerada como uma estrela. Somente no ano de 1751 o cientista Nicolas Louis de Lacaille a identificou como uma nebulosa, de acordo com dados do portal Students for the Exploration and Development of Space.

Para ter ideia do tamanho da Nebulosa Tarântula, se ela estivesse à mesma distância da Terra quanto a Nebulosa de Órion — 1,8 mil anos-luz do nosso planeta —, enxergaríamos um objeto brilhante com tamanho de 60 luas cheias no céu.

LEIA TAMBÉM:

Mistério dos buracos negros perto do fim? Esta pode ser a resposta a paradoxo de Stephen Hawking

James Webb e Hubble capturam imagens inéditas de "galáxia fantasma"; veja fotos

Últimas Notícias

Ver mais
'Cangaço Novo' é renovada para a 2ª temporada; veja o que esperar da série
Pop

'Cangaço Novo' é renovada para a 2ª temporada; veja o que esperar da série

Há 10 horas

Semana do Cinema faz maratona do Oscar por R$ 12; veja como conseguir ingressos
Pop

Semana do Cinema faz maratona do Oscar por R$ 12; veja como conseguir ingressos

Há 12 horas

Quem sai do BBB 24 amanhã? Enquetes apontam Paredão com chance de reviravolta
Pop

Quem sai do BBB 24 amanhã? Enquetes apontam Paredão com chance de reviravolta

Há 14 horas

Jogador 'esquece' de receber prêmio da loteria e perde R$ 178 milhões nos EUA
Pop

Jogador 'esquece' de receber prêmio da loteria e perde R$ 178 milhões nos EUA

Há 15 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais