Eclipse lunar: astronauta registra fotos incríveis de fenômeno do espaço

A astronauta italiana Samantha Cristoforetti tirou fotos do eclipse lunar e publicou em sua conta oficial do Twitter
Eclipse lunar: os astronautas tiveram o privilegio de ver a 'Lua de Sangue' por várias vezes (Julian "Turbo" Yago/Getty Images)
Eclipse lunar: os astronautas tiveram o privilegio de ver a 'Lua de Sangue' por várias vezes (Julian "Turbo" Yago/Getty Images)
Por Da RedaçãoPublicado em 17/05/2022 12:35 | Última atualização em 17/05/2022 12:35Tempo de Leitura: 9 min de leitura

O primeiro eclipse lunar total de 2022 com 'Lua de Sangue' aconteceu no domingo, 15 e foi visto de todo o Brasil. Se já foi incrível observar da Terra, astronautas da Estação Espacial Internacional tiveram a oportunidade de ver direto do espaço e registrar o momento.

A astronauta italiana Samantha Cristoforetti tirou fotos do eclipse lunar e publicou em sua conta oficial do Twitter. “Você teve a sorte de poder ver o eclipse lunar na noite passada? Nós tivemos!”, tuitou Cristoforetti.

Como a Estação completa uma órbita ao redor da Terra a cada 90 minutos, os astronautas tiveram o privilegio de ver a 'Lua de Sangue' por várias vezes. As imagens registradas pela astronauta mostram a lua escurecida. Confira as fotos:

 

VEJA TAMBÉM: 

Saiba quando será o próximo eclipse lunar visível no Brasil em 2022

Cientistas capturam primeira foto de buraco negro no coração da Via Láctea

O que é um eclipse lunar total?

Um eclipse lunar total ocorre quando a Lua e o Sol estão exatamente em lados opostos da Terra.

O que é Lua de Sangue?

Entre a noite de domingo e a madrugada de segunda, a Lua entra na sombra da Terra e cria um eclipse lunar total - o primeiro desde maio de 2021. O ápice será por volta da 1h11, quando o satélite natural fica vermelho, fenômeno conhecido como "Lua de Sangue".

"Esse avermelhado é justamente o mesmo efeito do pôr do sol. A gente vê a luz solar tangenciado a Terra e a atmosfera vai espalhar o avermelhado", explica o astrônomo João Fonseca, diretor do Planetário do Ibirapuera.

Eclipse Lunar: veja como foi a 'Lua de Sangue' pelo mundo