Pop

Dia da Abolição da Escravatura: 6 livros para refletir sobre a data

Confira esta seleção de obras que trazem os negros para o centro da narrativa

No 13 de maio se comemora o Dia da Abolição da Escravatura (RyanJLane/Getty Images)

No 13 de maio se comemora o Dia da Abolição da Escravatura (RyanJLane/Getty Images)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 13 de maio de 2023 às 08h09.

A literatura é uma das formas de evidenciar a representatividade racial e acabar com estereótipos vinculados ao preconceito. Temas que discorram sobre falta de representatividade, discriminação racial, apropriação cultural e intolerância religiosa precisam estar em pauta no dia a dia.

Dentre tantas personalidades negras que marcam a história do país, o Zumbi dos Palmares é um dos líderes que merece ser lembrado, conhecido e respeitado, principalmente em datas como 13 de maio, Dia da Abolição da Escravatura. A seleção de livros a seguir traz o negro para o centro da narrativa ao abordar a pauta antirracista e, também, revelar malezas e traumas vivenciados pelos afrodescendentes.

(Amores, Marias, Marés/ Amazon/Divulgação)

Amores, Marias, Marés

O enredo de “Amores, Marias, Marés” é repleto aspectos históricos. Quando uma das protagonistas, Mariana, vai em busca da própria ancestralidade, descobre que seu antepassado havia sido escravo no extremo oeste do Maranhão. Em meio às pesquisas, toma conhecimento de que o tetravô teve uma fuga épica em uma pequena embarcação a vela e se estabeleceu em São Luís como construtor de barcos artesanais.

(Autor: Chico Fonseca | Editora: Pensamento | Onde encontrar: Amazon)

(A (des)educação do Negro / Amazon/Divulgação)

A (des)educação do negro

Com prefácio de Emicida, esta edição do historiador Carter Godwin Woodson é uma das mais importantes sobre educação. Por meio de exemplos práticos e soluções, Woodson demonstra que o sistema não prepara o estudante negro para o sucesso e, além disso, o impede de criar uma identidade própria, doutrinando-o para que assuma uma posição de pária social. O livro é um manual para libertar a mente do menosprezo pela ancestralidade africana.

(Autor: Carter Godwin Woodson | Editora: Edipro | Onde encontrar: Amazon)

(Uma Leitura Negra/ Amazon/Divulgação)

Uma leitura negra

Este livro tem como elemento central o resgate da esperança para aqueles que sofrem as consequências do racismo. A obra propõe a prática da leitura bíblica e de sua interpretação a partir da rica herança da igreja negra, ou da “interpretação eclesiástica negra”, como denomina o autor. Esau McCaulley constrói uma sólida argumentação baseada na ortodoxia bíblica com forte apelo étnico e social.

(Autor: Esau McCaulley | Editora: Mundo Cristão | Onde encontrar: Amazon)

(Vamos falar de racismo/ Amazon/Divulgação)

Vamos falar de racismo

O suposto “convívio pacífico” entre pessoas de diferentes origens é um mito que durante muito tempo foi associado ao Brasil. Somos, no entanto, um país racista – como comprovam as manifestações explícitas ou veladas de preconceito, as estatísticas e o acesso desigual ao estudo, ao emprego e às posições de destaque nos mais diversos setores da sociedade. As 100 questões deste livro-caixinha levam à reflexão e contribuem para uma mudança efetiva de entendimento e de comportamento em relação ao assunto.

(Autores: Alexandra Loras e Maurício Oliveira | Editora: Matrix | Onde encontrar: Amazon)

(Saber de Mim - Autoconhecimento em Escrevivências Negras/ Amazon/Divulgação)

Saber de Mim - Autoconhecimento em Escrevivências Negras

Olhar para si com atenção e coragem, fazendo conexões com sua própria história, ainda é um dos melhores caminhos para o autoconhecimento. Saber de Mim traz o retrato de um momento histórico no qual a comunidade negra brasileira desperta para a importância de pensar o bem-viver. O livro explora as vivências e crenças socialmente compartilhadas no cotidiano brasileiro, visando traçar estratégias de promoção de autoconhecimento e fortalecimento do senso de comunidade.

(Autoras: Bárbara Borges e Francinai Gomes | Editora: Almedina | Onde encontrar: Amazon)

(Extermínio/ Amazon/Divulgação)

Extermínio

Nesta obra extremamente atual, a cientista social e mestre em Ciência Política pela UFRJ, Viviane Gouvêa, faz uma análise de oito acontecimentos do passado violento no Brasil, durante períodos democráticos, que explicam determinados comportamentos sociais de hoje. Entre eles, a tardia abolição da escravatura e também o cenário que se construiu anos após a Lei Áurea.

Acompanhe tudo sobre:Indústria de livrosNegros

Mais de Pop

Relembre o 'Super Size Me', quando Morgan Spurlock comeu apenas McDonald's por 30 dias

Morgan Spurlock, diretor de 'Super Size Me', morre de câncer aos 53 anos

Após venda geral, Rock in Rio 2024 ainda tem ingressos disponíveis para três dias; veja quais

Quando é Dia de São João? Entenda a origem da data

Mais na Exame