Acompanhe:

Nesta semana, acontece o pico da última chuva de meteoros visível no Brasil neste ano, conhecida como Geminídas. Neste fenômeno, os meteoros adentram a atmosfera terrestre a uma velocidade de 260 mil km/h, deixando um rastro brilhante no céu, semelhante a uma chuva de estrelas cadentes.

Esta é uma das chuvas de meteoros com a maior taxa de ocorrência por hora. A visibilidade do fenômeno a olho nu dependerá das condições climáticas da região.

Que horas começa a chuva de meteoros?

Para esse tipo de fenômeno, por volta das 22h30 ou 23h, é o horário que os especialistas sugerem observar a constelação de Gêmeos (o que justifica o nome "Geminídas") na direção nordeste, dependendo das condições atmosféricas e do local de observação.

Como assistir?

Embora a chuva de meteoros já tenha começado, o momento de maior visibilidade está previsto para a noite de quinta-feira, 14. Mesmo assim, é possível ter uma boa visão do fenômeno já na quarta-feira, 13.

Qual a melhor região do Brasil para ver a chuva de meteoros Gemínidas?

A melhor visualização da chuva de meteoros pode ocorrer nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, devido à localização da constelação de Gêmeos durante o ápice do fenômeno.

Para contemplar a chuva de meteoros, é ideal estar em uma área de baixa luminosidade artificial, longe das luzes da cidade, e contar com um céu limpo e sem nuvens. É recomendado deitar e permitir que seus olhos se adaptem à escuridão. É importante que o local não tenha iluminação artificial e que seja uma noite sem nuvens para a observação.

Para quer quer observar a chuva de meteoros de modo online, existem aplicativos que permitem apontar o celular para o céu e identificar a direção da constelação de Gêmeos ou da chuva de meteoros.

Chuva de meteoros Gemínidas acontece hoje (13) e amanhã

A Geminídas ocorre anualmente na Terra, geralmente por volta de meados de dezembro, quando o planeta cruza a órbita do asteroide 3200 Phaeton. Nessa região, há uma grande quantidade de pequenas rochas e detritos provenientes do referido asteroide.

Ao adentrar essa área, os destroços do asteroide atravessam a atmosfera terrestre. Em um céu limpo, é possível observar até 120 "estrelas cadentes" por hora durante o pico do fenômeno, olhando na direção da constelação de Gêmeos.

Geralmente, as chuvas de meteoros ocorrem quando o número delas aumenta significativamente. Elas acontecem em intervalos regulares quando a Terra passa por rotas de detritos espaciais.

Embora o planeta seja constantemente atingido por pequenos meteoroides e poeira espacial, meteoros grandes, do tamanho de um carro, entram na atmosfera cerca de uma vez por ano, formando bolas de fogo impressionantes que se desintegram antes de atingir o solo. A cada 2.000 anos, aproximadamente, um meteoro do tamanho de um campo de futebol colide com a Terra, causando danos significativos.

Qual é a diferença entre meteoros, meteoritos e asteroides?

Por definição, os meteoros são trilhas brilhantes deixadas por rochas espaciais que se vaporizam ao entrar na atmosfera terrestre. Por outro lado, os meteoroides são os próprios objetos, fragmentos de rocha ou gelo separados de asteroides ou cometas.

Os que resistem à entrada na atmosfera e atingem o solo são conhecidos como meteoritos. Asteroides são grandes pedaços de rocha que orbitam o Sol, enquanto os cometas são feitos de gelo e poeira, não de rochas.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Como ver a chuva de meteoros Úrsidas? Fenômeno terá pico nessa semana; veja horário
Pop

Como ver a chuva de meteoros Úrsidas? Fenômeno terá pico nessa semana; veja horário

Há 4 meses

Como ver a chuva de meteoros hoje? Gemínidas terá até '120 estrelas cadentes'
Pop

Como ver a chuva de meteoros hoje? Gemínidas terá até '120 estrelas cadentes'

Há 4 meses

Meteoro ou lixo espacial? Luzes misteriosas são vistas no céu no interior de SP; veja vídeo
Pop

Meteoro ou lixo espacial? Luzes misteriosas são vistas no céu no interior de SP; veja vídeo

Há 10 meses

Cometa que passa a cada 50 mil anos será mais visível no sábado; saiba como observar
Ciência

Cometa que passa a cada 50 mil anos será mais visível no sábado; saiba como observar

Há um ano

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais