Pop

CCXP 2023 supera a greve dos atores e completa 10ª edição com recorde de público

Evento conseguiu trazer estrelas de Hollywood apesar das restrições do sindicato, que botou fim à paralisação cerca de um mês atrás

Para além do recorde de público, esse ano a convenção também quebrou a margem na presença de marcas (Bleia/ I Hate Flash/Divulgação)

Para além do recorde de público, esse ano a convenção também quebrou a margem na presença de marcas (Bleia/ I Hate Flash/Divulgação)

Luiza Vilela
Luiza Vilela

Repórter de POP e Redatora da Homepage

Publicado em 6 de dezembro de 2023 às 15h08.

Última atualização em 6 de dezembro de 2023 às 16h17.

A CCXP em 2023 tinha em seu 10º aniversário um baita desafio: superar a edição passada, uma das mais cheias da série histórica, e conseguir cativar um público que, às vésperas do evento, não sabia quais talentos participariam da convenção. Boa parte da "culpa" disso foi a greve dos atores de Hollywood, que durou 118 dias e teve fim no dia 8 de novembro, menos de um mês antes da CCXP.

É claro que não é só pela presença das grandes celebridades de Hollywood que o público vai à CCXP: tem muito mais para ver além dos talentos convidados. Mas eles, sem dúvidas, são os que dominam o interesse dos fãs geeks: a possibilidade de uma foto com seu ator favorito ou mesmo um autógrafo justifica o valor dos ingressos — que, nesta edição, também foram bem mais caros. E a presença deles neste ano, com a paralisação, era incerta.

Mesmo diante desse imprevisto, a CCXP conseguiu, às pressas, confirmar grandes celebridades internacionais na edição de 2023. Timothée Chalamet, Jason Momoa, Zendaya, Chris Hemsworth, Joseph Morgan, Jodie Foster e tantos outros são alguns exemplos. E, com isso, garantiu também o maior público da história: foram 287 mil pessoas em cinco dias

Segundo Beto Fabri, VP de Conteúdo e Marca da CCXP, os artistas são parte importante da festa. “Quando sentamos com os estúdios para conversar, pensamos naquilo que está no planejamento de lançamento deles, sem esquecer do conteúdo que agrada nossos fãs. Desde a primeira edição temos um olhar para a valorização da comunidade e diversidade de pessoas. É importante para nós que todos se sintam representados aqui, afinal, a CCXP é o mundo de todos os mundos”. 

Recorde de marcas

Para além do recorde de público, esse ano a convenção também quebrou a margem na presença de marcas. Foram 105, maior número desde o início do evento, distribuídas ao longo dos 115 mil m² do São Paulo Expo. A edição também foi marcada pela estreia de importantes players da indústria de entretenimento mundial, como Nintendo, Xbox, Apple TV+ e Adult Swim. Outros que não estiveram presentes na última edição, como Cartoon Network e Sony, retornaram em 2023.

Para Renato Fabri, CEO da CCXP, os recordes de público e marcas mostram um fortalecimento cada vez maior da CCXP. “Hoje somos mais que o evento em si, nos transformamos  em uma plataforma de comunicação para que a indústria possa se comunicar com seus fãs. A experiência ofertada para o público extrapola os limites do São Paulo Expo, das pessoas que estão aqui fisicamente. Ele reverbera nas redes, na imprensa e em territórios internacionais. São 10 anos de muito trabalho e podemos dizer que nossa marca está cada vez mais forte e importante no mercado global”. 

Os números da CCXP23

Além da relevância para o mercado do entretenimento, a CCXP foi importante também para a economia local. Montagem, manutenção e desmontagem do festival movimentaram mais de 24 mil pessoas. Com os ingressos sociais, que garantiam doações para a ONG Amigos do Bem, foram aproximadamente R$500 mil arrecadados.

E quando o assunto é a repercussão do conteúdo na internet, o festival se reinventou: teve 180% mais visualizações da transmissão ao vivo que em 2022, totalizando 10.934.557 views e um alcance potencial de 1,1 bilhão.

Entre os artistas presentes nos painéis, fizeram parte da programação nomes como Denis Villeneuve, Timothée Chalamet, Zendaya, Austin Butler, Florence Pugh, Selton Mello, Matheus Nachtergaele, Taís Araujo, Bruce Dickinson, Aaron Moten, Ella Purnell, Graham Wagner, Jonathan Nolan, Walton Goggins, Zack Snyder, Deborah Snyder, Sofia Boutella, Djimon Hounsou, Ed Skrein, Michiel Huisman, Ray Fisher, Charlie Hunnam, Staz Nair, E. Duffy, Tyler Hoechlin, Anya Taylor-Joy, Chris Hemsworth e George Miller.

O Artists' Valley contou com mais de 500 quadrinistas, nacionais e internacionais. Deles, 34,50% eram mulheres, um crescimento significativo de 3,51 pontos percentuais em relação ao ano anterior. Pessoas LGBTQIAPN+ totalizam 40,79%, com um incremento de 2,84 pontos percentuais em relação à edição de 2022. Marcaram presença nomes lendários, como Laerte, Rafael Grampá, Roy Thomas, Geoff Johns, John Romita Jr, Bilquis Evely e Matheus Lopes (estes dois últimos assinam o Pôster Oficial da CCXP23).

Já com datas para 2024

O sucesso foi tanto que, em 2023, a CCXP já terminou o último dia com data marcada para o próximo ano. A edição de 2024 já está confirmada e vai acontecer entre os dias 5 e 8 de dezembro de 2024.

Acompanhe tudo sobre:CCXP – Comic Con ExperienceAtores e atrizes

Mais de Pop

Com novas emoções, ‘Divertida Mente 2’ aborda a adolescência com o que a Pixar faz de melhor

'House of the Dragon': veja as fotos do episódio 2 da 2ª temporada

Perdeu 'Harry Potter' no cinema? Cinemark dá nova chance aos fãs; veja como comprar ingressos

'Divertida Mente 2' tem a maior taxa de abertura no Brasil desde 'Vingadores'; veja os números

Mais na Exame