Pop

Abacaxi vermelho: atacadista vende fruta rara por preço astronômico

Com casca externa vermelha e uma polpa amarela brilhante, a semente do abacaxi foi originalmente criada na China pela Del Monte, atacadista especializada nesse tipo de fruta

Abacaxi milionário: entenda porque o Rubyglow custa quase R$ 2 mil nos EUA (Fresh Del Monte/ Website/Divulgação)

Abacaxi milionário: entenda porque o Rubyglow custa quase R$ 2 mil nos EUA (Fresh Del Monte/ Website/Divulgação)

Luiza Vilela
Luiza Vilela

Repórter de POP e Redatora da Homepage

Publicado em 21 de maio de 2024 às 15h09.

Última atualização em 21 de maio de 2024 às 15h09.

Tudo sobreFrutas
Saiba mais

O quanto você estaria disposto a pagar por uma fruta exótica? Nos Estados Unidos, por exemplo, tem quem pague o equivalente a R$ 2 mil reais por um abacaxi.

É verdade que não estamos falando de um abacaxi qualquer. Trata-se do Rubyglow, bem mais doce do que a fruta comum. Com casca externa vermelha e uma polpa amarela brilhante, a semente do abacaxi foi originalmente criada na China pela Del Monte, atacadista especializada nesse tipo de fruta. Nos últimos meses, no entanto, a companhia decidiu ver como a fruta se sairia nos EUA e colocou a Melissa’s Produce, uma vendedora de frutas e vegetais especiais com sede na Califórnia, para vendê-la.

Carteiras e barrigas vazias: como comida virou artigo de luxo?

O preço? US$ 395,99, equivalente a quase R$ 2 mil. No site da Melissa’s Produce, a fruta é apresentada como uma “joia rara”.

Por que o abacaxi Rubyglow é tão caro?

O preço do fruto é justificado pela Del Monte por seu complicado processo de plantação e colheita. Todo o processo para produzir o abacaxi Rubyglow levou mais de uma década. Desde o cuidado na seleção das sementes até o rigoroso controle de qualidade, cada etapa reforça o valor deste produto no nicho de mercado de frutas de luxo. Para consumo nos EUA, a fruta é cultivada na Costa Rica.

Startup vende frutas típicas do Japão com caixa de morango a R$ 4 mil

Vale dizer que o abacaxi Rubyglow é um cruzamento com outras espécies de abacaxi. Cada semente leva pelo menos dois anos para crescer — e sua oferta limitada de sementes é a razão da escassez da fruta no mercado global.

A Del Monte afirma que todos os abacaxis Rubyglow seguem práticas sustentáveis ​​de plantio, colheita e transporte.

Preços nas alturas

O valor elevado do abacaxi, ainda que seja considerado um "item de luxo", tem irritado muitos norte-americanos. Nos Estados Unidos, o preço dos alimentos sofreu uma alta significativa, que chegou a estampar manchetes de vários jornais. A inflação do país, em conjunto com o desemprego, cresceram mais do que o comum nas últimas semanas.

“Os consumidores estão dispostos a pagar por algo que é especial”, disse Cindy van Rijswick, estrategista de produtos frescos da equipe de pesquisa global do Rabobank, segundo a CNN. Quando se trata de produtos especiais, “há sempre um pequeno mercado para restaurantes sofisticados, ou gourmets, ou certos canais online”, disse ela.

Apesar da inflação, há, mesmo, quem se interesse em pagar quase R$ 2 mil em uma fruta exótica. Maças Honeycrisp, uvas Cotton Candy, Sumo Citrus e morangos japoneses cultivados verticalmente, são frutas bastante caras e exemplos de alimentos de luxo que chamam a atenção dos consumidores norte-americanos.

(Com Agência o Globo)

Acompanhe tudo sobre:FrutasLuxoAlimentosEstados Unidos (EUA)

Mais de Pop

'Chico Bento e a Goiabeira Maraviósa' tem teaser divulgado; assista

Bienal do Livro de SP anuncia os convidados da edição de 2024; veja a lista

Empate entre Anderson Silva e Chael Sonnen gera memes; veja reações nas redes sociais

Festival Turá 2024: veja o line-up completo e a programação dos shows

Mais na Exame