PME
Acompanhe:

Distrito e B2Mamy lançam programa de aceleração para startups fundadas por mulheres

No Dia Internacional da Mulher, as startups lançam o programa Female Scale, apoiado pela varejista Marisa e pela Ambev

Daniela Junco, fundadora e presidente da B2Mamy: a empresa é especializada em ajudar mães a empreender (Paulo Barbagli/Divulgação)

Daniela Junco, fundadora e presidente da B2Mamy: a empresa é especializada em ajudar mães a empreender (Paulo Barbagli/Divulgação)

C
Carolina Ingizza

Publicado em 8 de março de 2021, 14h26.

O ecossistema de inovação brasileiro está estagnado no que diz respeito à diversidade. Apesar dos volumes crescentes de investimentos em startups brasileiras, o número de startups fundadas ou cofundadas por mulheres permanece praticamente o mesmo há dez anos. Neste Dia Internacional da Mulher, a startup Distrito, que monitora o setor, divulgou uma pesquisa que mostra que só 9,8% das empresas de inovação brasileiras tem mulheres no time de fundadores — em 2011, eram 7,9%.

Para ajudar a reverter o cenário, o Distrito anunciou que está lançando seu primeiro programa de aceleração voltado especificamente para startups fundados por mulheres: o Female Scale. O programa foi feito em parceria com a B2Mamy, startup especializada em ajudar mães a empreender, e com as empresas Marisa e Ambev.

"Mulheres não se sentem bem-vindas em um ambiente dominado por homens, e desde cedo não são estimuladas a atuarem com inovação e tecnologia, nem a empreender, por isso a importância de um programa dedicado a elas, que possa fortalecê-las nesse sentido", diz Lilian Natal, líder de comunidade e do programa Distrito for Startups.

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas até o dia 19 de março. Há preferência pelos segmentos de healthtech, construtech, proptech, adtech, fintech, edutech e femtech.

Na primeira etapa do programa, 50 empresas serão selecionadas para passar por um mês de cursos e palestras com grandes nomes do setor, como Lara Lemann (Maya Capital), Raquel Corrêa de Souza (Gympass) e Mariana Cunha (Waze).

No final da primeira fase, as startups farão uma nova rodada de apresentação e somente dez companhias serão levadas para a fase dois, de tração. Nesse estágio, as empreendedoras receberão treinamento por três meses para escalar seus negócios.

Em agosto, o programa termina com um dia de apresentações em que cada uma das empresas irá mostrar suas soluções. As três que tiverem melhores desempenho receberão prêmios de 25.000, 15.000 e 10.000 reais, além de duas posições nos hubs do Distrito ou da B2Mamy.

Para se inscrever, acesse o site. 

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.