A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Em meio à crise no varejo, a BrMalls, de shoppings, está de olho em PMEs

A rede anunciou nesta quinta-feira os 15 participantes da 3ª edição do seu programa de aceleração feito em parceria com a Endeavor

A rede de shopping centers brMalls anunciou nesta quinta-feira, 9, quais as 15 empresas selecionadas entre as mais de 600 inscritas para seu novo programa de aceleração, feito em parceria com a Endeavor Brasil. Entre as escolhidas, há companhias dos setores de alimentação, atividades infantis, roupas, saúde, bem-estar e lazer.  

Os pequenos negócios irão receber, ao longo de seis meses, mentorias individuais e coletivas de especialistas da Endeavor e de executivos da rede de shoppings. Esta é a terceira edição do programa e a primeira a acontecer digitalmente, por causa da pandemia. No ano passado, as participantes registraram um crescimento médio de mais de 70% após a aceleração.

O grupo arca com todos os custos da aceleração e não exige nada em troca das empresas participantes. “Como um grupo de shoppings, queremos ajudar todo o ecossistema a prosperar e se desenvolver, fortalecendo novas marcas”, diz Jini Nogueira, diretora comercial da brMalls, responsável pelo programa. 

Este ano, as mentorias serão menos focadas na escalabilidade dos negócios e mais em ajudar as empresas de inovação a encontrar soluções em meio à crise econômica provocada pelo coronavírus.

O varejo foi um dos setores mais afetados pela pandemia, com perdas recordes de 16,3% em abril. Aos poucos, o segmento se recupera, como mostram dados do IBGE. Em maio, as vendas varejistas subiram 13,9% na comparação com o mês anterior, melhor taxa desde o início da série histórica em janeiro de 2000. Na comparação com o mesmo mês de 2019, houve perda de 7,2%, terceira taxa negativa consecutiva.

Para Camilla Junqueira, diretora geral da Endeavor, ajudar essas empresas é uma forma de garantir inovação e emprego no Brasil. "Apoiá-los, principalmente agora, para que sigam crescendo e trocando sobre as principais dores de crescimento é a melhor forma de promover um ecossistema saudável e preparado para a retomada econômica do país", diz a executiva.

Confira as 15 empresas selecionadas:

Casa Graviola: a empresa foi fundada por Abner e Manoela Cabral em 2014 como um food truck de alimentação saudável. Após dois anos, decidiram vender a operação e montar uma loja na Barra da Tijuca com o mesmo conceito. O negócio deu certo, em 2017, eles inauguraram duas novas unidades e desenvolveram um modelo de franquias. Hoje, possuem 9 unidades em 4 estados brasileiros.

ClosetBoBags: criada pela empreendedora Isabel Braga, a marca é um marketplace de aluguel e venda de bolsas e acessórios de luxo do Brasil. Braga criou o negócio para unir suas duas paixões: moda e tecnologia. Na plataforma da empresa, clientes podem alugar e vender itens de luxo entre si. O negócio participou de programas como Women Startup Lab, Venture Studio e Rocket Space. 

Criamigos: Veronicah Sella e Natiele Krassmann decidiram criar uma loja de criação e venda de ursos de pelúcia personalizados em 2016. Após um ano estudando o mercado, abriram a unidade, já no modelo de franquias, em Balneário Camburiú. Hoje, a empresa possui 19 unidades operando e continua expandindo.

Hachimitsu: após 15 anos no Japão, Nilo Kato decidiu abrir uma delicatessen com 40 tipos diferentes de sobremesas francesas no Brasil. A confeitaria, criada em parceria com o irmão em 2006, nasceu em Londrina e foi aos poucos ampliando os itens do cardápio. Hoje já soma sete lojas pelo país. 

inBox Shoes: o sonho de Kim Telloli era abrir uma empresa para o público feminino. Filho de um empreendedor do ramo de calçados, ele trabalha desde os 13 anos no setor e se graduou em administração e moda na London School of Fashion. Sua primeira loja da inBox foi aberta em 2014, em São Paulo. Aos poucos, a marca ganhou força no meio digital, onde oferece sapatos sob medida às clientes. 

La Fruteria: a marca carioca, criada por Caroline e Thamyres Scarpinelli em 2015, é reconhecida por oferecer atendimento especializado, curadoria de produtos e frutas com garantia de origem. Elas são a quinta geração da família a trabalhar no setor e já possuem três unidades da empresa, todas no Rio de Janeiro.

La Guapa: criada pelo empresário Benny Goldberg e pela chef Paola Carosella, a La Guapa é uma loja de empanadas artesanais e café. Em São Paulo, possui sete unidades físicas e uma loja de delivery.

Make a Cake: Alana Etchebehere, Tássia Campos e Natália Cosate investiram em um negócio do momento: o naked cake. Em apenas 15 minutos, as quatro lojas da marca conseguem customizar bolos para os clientes com mais de 400.000 combinações possíveis. A primeira unidade do negócio foi criada em 2016, no Rio de Janeiro, e logo expandiu para São Paulo.

Nanica Brasil: a marca criada por Leonardo Macedo se diferenciou no cenário gastronômico de São Paulo por apostar em um único produto, o banoffee, uma espécie de torta de banana. A casa oferece quatro variações da receita e conquistou os clientes. Só no Instagram, são mais de 100.000 seguidores. 

Noma Sushi: o empreendedor Ivo Pires criou o Noma Sushi para ser um espaço que unisse experiência, diversão e gastronomia. O restaurante, especializado em comida japonesa, possui três unidades, sendo duas em Santa Catarina e uma em São Paulo. 

Oral Unic: a empresa é uma rede de franquias de clínicas odontológicas especializada em implantes e procedimentos estéticos. Foi criada pelo dentista Nadim Farid Nicolau Neto, que, entre 2007 e 2012, expandiu uma rede própria de clínicas populares em Santa Catarina, chegando a ter mais de 70 unidades. Percebendo espaço para um novo posicionamento, mais focado no público premium, decidiu criar a Oral Unic em 2016. 

Patties: o empreendedor Henrique Azeredo, formado em marketing, tinha o sonho de abrir sua própria hamburgueria clássica, com produtos que lembrassem os tradicionais hambúrgueres do começo do século XX. Assim, criou o Patties, uma marca especializada em hambúrguer prensado. Hoje são duas lojas próprias e cinco dark kitchens, operadas em parceria com a Mimic.

Pró-corpo: a empresa é uma rede de clínicas de estética focada nas classes B e C. Criada pela empreendedora Marisa Peraro, a marca já possui 15 unidades em quatro estados e atende mais de 18.000 clientes por ano.

Troisgros Brasil: Marcos e Renato Porchat são sócios do grupo Troisgros Brasil, liderado pelos chefs Claude e Thomas Troisgros, que há 40 anos montaram o primeiro restaurante de culinária francesa no Rio de Janeiro. O cardápio da casa mescla a técnica francesa aos produtos do Brasil. Hoje são seis unidades em operação.

Wondersize: ao não encontrar roupas para ir à academia, a empreendedora Amanda Momente decidiu criar sua marca própria. Junto com Mariana Oliveira, ela desenvolveu uma empresa de roupas fitness de numeração maior. Atualmente, além da linha de ginástica, a empresa oferece coleções de moda praia, moda íntima, pijamas, entre outros.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também