Acompanhe:
seloNegócios

Conheça as 13 startups que conquistaram o Grupo Boticário

Dos cosméticos orgânicos ao bem-estar feminino, veja os negócios selecionados pela gigante dos cosméticos brasileira para participar do seu primeiro programa de aceleração

Modo escuro

Continua após a publicidade
Boticário: a empresa lançou sua aceleradora, o GB Ventures, no final de 2020 (Grupo Boticário/Divulgação)

Boticário: a empresa lançou sua aceleradora, o GB Ventures, no final de 2020 (Grupo Boticário/Divulgação)

C
Carolina Ingizza

Publicado em 25 de fevereiro de 2021 às, 12h49.

O Grupo Boticário acabou de anunciar as 13 primeiras startups brasileiras que vão passar pelo seu programa de aceleração, o GB Ventures. A aceleradora foi criada em 2020 como parte de uma iniciativa do grupo para se aproximar do mercado de inovação.

Segundo a empresa, foram 137 startups em estágio inicial que se inscreveram para o programa. Desse total, o Boticário selecionou as que acreditou terem mais potencial dentro de três verticais: beleza, varejo e inovação de ponta.

As 13 startups selecionadas vão passar por um programa de seis meses, com direito a aulas, mapeamento de mercado e desenvolvimento de pesquisas e soluções ao lado da companhia.

"O Grupo Boticário tem um parque de diversões para dar espaço para essas empresas se desenvolverem. Temos fábricas, armazéns, distribuição, canais próprios, canais terceiros, pontos de venda físicos, online, centro de Pesquisa & Desenvolvimento e etc. Somos 4.000 lojas e milhões de revendedoras e consumidores”, diz Daniel Knopfholz, vice-presidente de tecnologia do grupo.

Essa não é a primeira iniciativa da companhia voltada para o mercado de startups. Em 2017, ela lançou o BotiLabs, o laboratório de inovação do grupo, que também funciona como uma incubadora e aceleradora de negócios.

A diferença do programa antigo para a nova aceleradora é que agora o Boticário quer pegar empresas iniciantes e ajudá-las a dar amplitude para o negócio. A empresa não descarta a possibilidade de, no futuro, adquirir alguma das participantes.

Confira as empresas selecionadas:

Axondata

A Axondata tem como propósito tornar a inteligência artificial e o big data úteis e acessíveis de forma ágil e escalável para qualquer tipo de negócio. Seu principal produto é a SOMMA, uma plataforma que facilita o desenvolvimento de soluções baseadas em inteligência artificial.

Be Beleza Tech

É uma escola de beleza de bolso que ajuda os consumidores a fazer makes, rotinas de skincare e beleza utilizando realidade aumentada. A tecnologia ajuda a personalizar a aplicação dos produtos de beleza para as características pessoais dos consumidores.

Beegol

A Beegol desenvolve modelos de machine learning que utilizam as bases de dados de clientes, complementadas por dados externos, para fornecer recomendações de ações práticas para que as empresas alcancem suas metas.

Beauts

A Beauts é uma marca de clean beauty lançada em 2019 com produtos de skincare e bem-estar. Suas fórmulas trazem ativos naturais e orgânicos do mundo todo.

Bergamia

A Bergamia também é uma marca digital de biocosméticos. No seu e-commerce, a empresa vende produtos orgânicos para corpo e rosto.

Feel

A Feel é uma sextech. A empresa cria produtos naturais, veganos e saudáveis, como lubrificantes, para as consumidoras.

Flexsas

Surgiu como uma solução que oferta e interconecta os serviços de armazéns logísticos pelo Brasil, garantindo ocupação de suas estruturas e os conectando com o e-commerce de varejistas e indústrias.

Hendrik

Focada em produtos de beleza masculinos, cuida do homem que se preocupa e que cuida de si, do próximo e do ambiente em que está. Além de produtos naturais, veganos e sem testes em animais, a Hendrik oferece um espaço de atendimento presencial em São Paulo.

Intless

A Intless oferece uma solução de analytics que utiliza notas fiscais para ter uma visão centralizada de clientes. A startup ajuda os clientes a integrar os dados de lojas físicas e canais digitais.

Meu Q

Formula produtos para cabelo personalizados, que atendam às necessidades específicas de cada cliente utilizando um algoritmo e inteligência artificial. Os produtos são formulados combinando as informações de um quiz com os desejos e preferências dos clientes.

Minus

A Minus é uma plataforma que ajuda empresas e indústrias a escoar de forma rápida e inteligente produtos próximo ao vencimento.

PulpoAr

A empresa criou uma solução que usa realidade aumentada para permitir que clientes experimentem como os produtos ficariam em seu corpo sem precisar sair de casa.

Pura: Glitter Biodegradável

A startup desenvolveu uma alternativa sustentável ao glitter plástico, que polui rios e mares.

Últimas Notícias

Ver mais
Do meio do mundo: como o Amapá quer se tornar uma referência em startups na região amazônica
seloNegócios

Do meio do mundo: como o Amapá quer se tornar uma referência em startups na região amazônica

Há 9 horas

Internet ruim e apagão: os desafios da startup amapaense Tributei para criar um negócio de milhões
seloNegócios

Internet ruim e apagão: os desafios da startup amapaense Tributei para criar um negócio de milhões

Há 2 dias

Artur Grynbaum: "Cada passo importa para um futuro sustentável"
ESG

Artur Grynbaum: "Cada passo importa para um futuro sustentável"

Há 4 dias

Em negócio de R$ 20 milhões, empresa de SP compra startup para agilizar comércio no exterior
seloNegócios

Em negócio de R$ 20 milhões, empresa de SP compra startup para agilizar comércio no exterior

Há 4 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais