Yahoo deve cortar mais de 10% da força de trabalho, diz site

A iniciativa ocorre após carta do investidor ativista Starboard Value LP para o Yahoo na quarta-feira, ampliando as pressões sobre a empresa

Bangalore – O Yahoo está trabalhando em um plano para reduzir sua força de trabalho em ao menos 10 por cento e poderá iniciar o processo neste mês, disse a Business Insider, citando fontes não identificadas.

“Não confirmamos esse rumor ou comentamos”, disse à Reuters Sarah Meron, porta-voz do Yahoo, nesta quinta-feira por e-mail.

As demissões, que resultariam em mais de mil pessoas deixando a gigante de tecnologia, devem afetar o negócio de mídia do Yahoo, as operações europeias e plataformas de tecnologia do grupo, disse a Business Insider na quarta-feira.

A iniciativa ocorre após carta do investidor ativista Starboard Value LP para o Yahoo na quarta-feira, ampliando as pressões sobre a empresa e mirando a presidente-executiva, Marissa Mayer, e sua administração.

O Starboard deu a entender que Mayer e seus executivos precisam deixar a empresa, sem citá-la especificamente.

O investidor ativista também ameaçou mexer no Conselho de Administração caso as ações do Yahoo continuem caindo.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.