Negócios

Wegovy, caneta injetável para perda de peso, chega ao Brasil no 2º semestre

Medicamento, semelhante ao Ozempic, deve custar entre mil e dois mil e quinhentos reais

Publicado em 26 de abril de 2024 às 07h09.

A primeira injeção semanal para tratamento de obesidade aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o Wegovy, chegará ao Brasil no segundo semestre do ano. Nesta quinta-feira, 25, a fabricante do produto, a Nova Nordisk, confirmou o anúncio.

O princípio ativo do remédio é o mesmo do Ozempic, a semaglutida. Ele é indicado para tratar a obesidade e o sobrepeso e deve custar entre cerca de mil reais e pouco menos de 2,5 mil reais, a depender da dose.

Diferentemente do Ozempic, que é usado para o emagrecimento de modo off label, o Wegovy tem previsão para a perda de peso em sua bula. O medicamento foi aprovado pela Anvisa em janeiro de 2023.

Trata-se de um remédio injetável que possui um análogo do hormônio GLP-1, que reduz a quantidade de açúcar no sangue e regula o apetite.

Estudos apontam que o medicamento é capaz de reduzir em 20% o risco de eventos cardíacos graves. Além disso, ele reverteu a obesidade em quase metade dos voluntários que fizeram uso contínuo do Wegovy.

Pesquisas indicam ainda a redução de 16,1% do IMC entre adolescentes que fizeram uso do remédio. Ao mesmo tempo, aqueles que receberam o placebo tiveram um aumento de 0,6% no IMC.

O Wegovy vem em doses maiores que o Ozempic, podendo chegar até 2,4 mg. O medicamento é considerado revolucionário em relação à perda de peso.

Acompanhe tudo sobre:EmagrecimentoSobrepesoOzempic

Mais de Negócios

Carrefour inaugura primeiro Atacadão na França

RS precisa de lei de incentivo à reconstrução similar à da cultura, diz empresário gaúcho

Com locação de equipamentos de TI, empresa tem crescimento orgânico de 54% em 2023

Justiça aprova plano de recuperação extrajudicial da Casas Bahia

Mais na Exame