Acompanhe:

Veículo de luxo financiado? Entenda por que essa pode ser uma boa opção

Marcas de luxo, como BMW, MINI e BMW Motorrad, apostam em serviços financeiros para facilitar a compra e oferecer experiência personalizada ao cliente

Modo escuro

Continua após a publicidade
BMW Group Serviços Financeiros, tornando a compra de veículos novos e seminovos mais acessível e conveniente para os clientes (BMW GROUP SERVIÇOS FINANCEIROS/Divulgação)

BMW Group Serviços Financeiros, tornando a compra de veículos novos e seminovos mais acessível e conveniente para os clientes (BMW GROUP SERVIÇOS FINANCEIROS/Divulgação)

O desejo de ter um veículo de luxo na garagem segue latente entre os brasileiros, que muitas vezes recorrem ao financiamento para realizar esse sonho, seja para viabilizar a aquisição, seja para não se descapitalizar.

De acordo com o Sistema Nacional de Gravames (SNG), de janeiro a outubro deste ano as vendas financiadas de veículos novos e usados somaram 4,85 milhões – um crescimento de 8,2% em relação ao mesmo período de 2022. “A redução da taxa Selic deve ter um impacto ainda mais positivo nas taxas de financiamento de automóveis ao longo do ano que vem”, prevê a economista Tereza Fernandez, sócia da TF Associados.

Para tornar a compra de veículos novos e seminovos mais acessível e conveniente para os clientes de suas três marcas – BMW, MINI e BMW Motorrad –, o BMW Group possui uma solução dentro da própria empresa, o BMW Group Serviços Financeiros. “Atualmente, a cada dez automóveis zero-quilômetro do grupo, quatro são financiados conosco”, diz Andrezza Zago, gerente sênior de marketing, produto e CRM do BMW Group Serviços Financeiros.

No caso de motocicletas BMW Motorrad, explica a executiva, a cada duas unidades zero-quilômetro vendidas no Brasil, uma é financiada pelo grupo. “Nosso intuito é aumentar cada vez mais essa participação”, afirma.

BMW Motorrad: Subsidiária do Grupo BMW que se dedica a produção de motos. (BMW GROUP SERVIÇOS FINANCEIROS/Divulgação)

Esse comportamento reflete o próprio mercado, considerando que os financiamentos representaram 31,9% das negociações de veículos novos e usados no acumulado desde janeiro. E, no caso dos zero-quilômetro, a participação é ainda maior: são 49,7% do total de vendas no Brasil, de acordo com dados do SNG.

“Financiar é uma alternativa não só quando o consumidor não tem dinheiro para comprar à vista mas também quando ele possui outra alternativa de investimento (por exemplo, CDB e Tesouro Direto), e esse título tem retorno maior do que a taxa de juro que está sendo cobrada”, explica Tereza.

No caso do BMW Group Serviços Financeiros, são oferecidos planos flexíveis com taxas a partir de 0% a.m., o que torna o financiamento muito mais atrativo que outras linhas de crédito – como empréstimo pessoal – e coloca a modalidade como opção para clientes que têm poder aquisitivo para comprar à vista, mas preferem investir o valor.

De olho em quem não quer se descapitalizar e visa comodidade, é possível incluir nas parcelas do financiamento do veículo desde acessórios, carregadores para veículos elétricos e blindagem até outros serviços, como seguro de garantia estendida e plano de manutenção.

(BMW GROUP SERVIÇOS FINANCEIROS/Divulgação)

E ainda há outras modalidades oferecidas pelo BMW Group Serviços Financeiros, como o consórcio – essa já é a segunda opção mais comum do mercado de financiamento de veículos no Brasil, com 14% de participação em outubro, atrás apenas do CDC. “Seguiremos proporcionando o melhor caminho para o cliente conquistar um veículo do grupo de acordo com suas necessidades individuais”, diz Andrezza.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
40 franquias para empreender e faturar mais de R$1 milhão em 2024
seloNegócios

40 franquias para empreender e faturar mais de R$1 milhão em 2024

Há 7 horas

Internet ruim e apagão: os desafios da startup amapaense Tributei para criar um negócio de milhões
seloNegócios

Internet ruim e apagão: os desafios da startup amapaense Tributei para criar um negócio de milhões

Há 10 horas

Quem é o mineiro que investiu R$ 38 milhões em um parque de realidade virtual no interior de SP 
seloNegócios

Quem é o mineiro que investiu R$ 38 milhões em um parque de realidade virtual no interior de SP 

Há um dia

Mistura do Brasil com Taiwan: como eles transformaram uma bebida asiática em um negócio de R$ 30 mi
seloNegócios

Mistura do Brasil com Taiwan: como eles transformaram uma bebida asiática em um negócio de R$ 30 mi

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais