Negócios
Acompanhe:

Startup aposta em busca de emprego para novatos de Wall Street

A startup é liderada anonimamente e conhecida por revelar tudo, desde salários do setor financeiro a auxílio-refeição

 (Leandro Fonseca/Exame)

(Leandro Fonseca/Exame)

B
Bloomberg

10 de janeiro de 2023, 15h37

A Litquidity, empresa de mídia digital seguida de perto por banqueiros juniores de Wall Street, decidiu ajudá-los a conseguir um emprego.

A startup liderada anonimamente — conhecida por revelar tudo, desde salários do setor financeiro a auxílio-refeição — lançou uma iniciativa para conseguir empregar seus seguidores em firmas de private equity, hedge funds, empresas de capital de risco e outras gestoras de ativos alternativos.

Fundado em 2017 por um ex-banqueiro de investimentos anônimo que trabalhou em private equity e se autodenomina “Lit”, o serviço fechou uma parceria com a empresa de recrutamento de executivos Whitney Partners para lançar a Litney Partners. Bennett Jordan, diretor-gerente da Whitney e graduado pela Universidade Harvard, conhecido pelos fãs do The Bachelorette por sua participação no programa de TV em 2020, será o sócio-gerente do novo empreendimento.

“O segmento da Litquidity é muito forte entre a geração mais jovem, e achamos que há uma grande oportunidade de aproveitá-lo para recrutamento e mudar a forma como os principais talentos juniores estão conectados com as instituições financeiras”, disse Jordan em entrevista.

Financistas jovens já usam o Twitter para fazer networking e criar relações, de acordo com Lit, segundo o qual seu público da geração Z e millennials gasta mais de 2 horas e meia por dia nas redes sociais — e não no LinkedIn, mas em plataformas como Instagram e Twitter, através dos quais a Litquidity tem mais de 1 milhão de seguidores.

Apesar dos bônus menores, da queda dos acordos de fusões e aquisições, dos cortes de empregos e do alívio da guerra por talentos em Wall Street, a Litney Partners acredita que os clientes em potencial continuam ávidos por analistas com pelo menos dois anos de experiência em banco de investimento, bem como associados, incluindo aqueles que já deram um salto para o segmento buy-side.

“O recrutamento de juniores continua sendo um grande desafio para as empresas”, disse Jordan. “Os juniores não são tão leais quanto costumavam ser — podem facilmente se mover lateralmente para um aumento da remuneração, então há um vazio contínuo.”

A iniciativa da Litquidity em recrutamento foi um próximo passo óbvio depois que Lit percebeu que seus seguidores se engajavam mais fortemente com anúncios de cursos de modelagem financeira e serviços de orientação profissional.

“Dado que a porta giratória de juniores entrando e saindo de empresas continuará durante a recessão, é natural trazer o recrutamento para os espaços de mídia digital, que são mais eficientes e estão em voga entre a geração Z e a millennials”, disse Jordan.

Os esforços de recrutamento da Litney — e uma oportunidade de incluir o currículo — serão compartilhados com os mais de 200 mil assinantes da newsletter da Litquidity, de acordo com Lit, cuja expectativa é de que a familiaridade e a confiança na marca criada por ele ajudem a Litney a competir contra headhunters tradicionais. O empreendimento se concentrará em cargos de profissionais de investimento júnior e de relações com investidores nos EUA antes de se expandir para o Reino Unido, com Nova York e Londres com a maior concentração de seguidores da Litquidity.

LEIA TAMBÉM: