Negócios

Salesforce em negociações para comprar o Slack

A transação marcaria a entrada do gigante de serviços de computação em nuvem em serviços de mensagem corporativa

A plataforma Slack é usada para comunicação corporativa em ambientes de trabalho e permite chats individuais ou conversas em grupo (Bloomberg/Getty Images)

A plataforma Slack é usada para comunicação corporativa em ambientes de trabalho e permite chats individuais ou conversas em grupo (Bloomberg/Getty Images)

Karin Salomão

Karin Salomão

Publicado em 25 de novembro de 2020 às 14h29.

Última atualização em 25 de novembro de 2020 às 17h24.

A Salesforce está em negociações para comprar o aplicativo de mensagens Slack. Caso ocorra, a transação marcaria a entrada do gigante de serviços de computação em nuvem em serviços de mensagem corporativa.

As ações do Slack subiram quase 26% logo depois que o jornal Wall Street Journal noticiou as possíveis conversas entre as duas empresas. O grande rival do Slack é o serviço Teams, da Microsoft — as ações da concorrente estão em leve queda de 1,15%. Já o valor da Salesforce caiu cerca de 4% com o anúncio.

Seria a maior aquisição da história da Salesforce, uma vez que o valor de mercado do Slack é de 17 bilhões de dólares. Já o valor de mercado da Salesforce é de quase 230 bilhões de dólares. Nos últimos três meses, as ações do Slack subiram 32,1% e a da Salesforce, 16,9%.

Nos últimos anos, a Salesforce fez aquisições de peso. Em 2018, comprou a MuleSoft por 6,5 bilhões de dólares e, no ano seguinte, gastou 15,3 bilhões de dólares para incorporar o sistema de visualização de dados Tableau. A Tableau, sediada em Seattle, tem mais de 86.000 clientes, incluindo pesos-pesados de tecnologia, como a Verizon e a Netflix.

Outras aquisições menores da Salesforce, ainda neste ano, incluem a Vlocity, por 1,3 bilhão de dólares, e a rede de marketing The CMO Club, por um valor não revelado. Analistas já esperam algumas aquisições para aumentar sua velocidade de crescimento e inovação. O banco UBS recentemente afirmou que uma "falta de inovação" da Salesforce poderia prejudicar seu crescimento.

A plataforma Slack é usada para comunicação corporativa em ambientes de trabalho e permite chats individuais ou conversas em grupo, com compartilhamento de documentos, arquivos em áudio e conversas por teleconferência.

A companhia abriu o capital na bolsa de Nova York, a NYSE, em 2019. Na última divulgação de resultados trimestrais, a empresa apresentou receitas de 215,9 milhões de dólares, aumento de 49%. Também ganhou 30% mais a de clientes, chegando a 130.000 consumidores pagantes.

Acompanhe tudo sobre:empresas-de-tecnologiaFusões e AquisiçõesSalesforceSlack

Mais de Negócios

“Vamos investir 800 milhões de dólares para transição de veículos elétricos”, diz CEO global do Uber

Universidade aposta em software com IA para aumentar a segurança no campus

Sebrae promove evento gratuito sobre sustentabilidade para pequenos negócios. Inscreva-se

Os CEOS mais bem pagos em 2023 nos EUA

Mais na Exame