Acompanhe:
seloNegócios

Programa do BTG Pactual a startups, boostlab está com rodada aberta e quer aportar até R$ 2 milhões

Ao aumentar o valor de aporte, o Batch 2024 busca reforçar o programa que, além do investimento, oferecerá mentorias, encontros, eventos com investidores. Inscrições vão até 15 de dezembro

Modo escuro

Continua após a publicidade
Sede do BTG Pactual, em São Paulo: no boostlab, o banco apoia startups no processo de ganho de escala e no acesso a padrões de governança, por meio de mentoria exclusiva com sócios e parceiros de negócio do banco e investidas (Leandro Fonseca/Exame)

Sede do BTG Pactual, em São Paulo: no boostlab, o banco apoia startups no processo de ganho de escala e no acesso a padrões de governança, por meio de mentoria exclusiva com sócios e parceiros de negócio do banco e investidas (Leandro Fonseca/Exame)

O boostlab, programa do banco BTG Pactual (do mesmo grupo de controle da EXAME) para potencialização de startups está com inscrições abertas até 15 de dezembro.

Seis empresas com produto e receita validados serão selecionadas para o programa. Neste ano, o boostlab contemplará um aporte inicial de 1 milhão de reais às startups selecionadas. É o dobro  investido na edição passada.

O BTG ainda terá a opção de dobrar o valor de investimento às startups com melhor desempenho, chegando, assim, a um investimento potencial total de 2 milhões de reais. 

A partir de 2023, o programa passou a ser realizado anualmente. Antes, era semestral.

Nele, o banco apoia startups no processo de ganho de escala e no acesso a padrões de governança, por meio de mentoria exclusiva com sócios e parceiros de negócio do banco e investidas.

A expectativa é que essas companhias após o programa estejam em rota de escala e prontas para uma nova etapa de captação. 

“O boostlab é uma estratégia proprietária do banco, que em cinco anos ganhou maturidade e reconhecimento. A decisão de comprometer mais capital faz parte desse amadurecimento e nos permite dedicar mais tempo e ganhar profundidade nas discussões de gestão e produto nas startups. A ideia é atuar de forma ainda mais próxima das companhias, da mesma forma que fazemos nas outras verticais de investimento da área de Capital Privado. Temos um portfólio bem-sucedido e um histórico de investimento muito consistente nas verticais de Infraestrutura, Private Equity e Venture Capital, resultado de um time que já trabalha junto há muito tempo. A ideia é combinar nosso padrão de gestão com o acesso às áreas de negócio e ao capital intelectual do BTG, criando opcionalidades de inovação para o banco e buscando investimentos com alto potencial de retorno” diz Gabriela Lima, responsável pelo boostlab.

O que terá no boostlab

Com oito meses de duração, o boostlab  é estruturado em parceria com a ACE, uma das maiores autoridades em inovação corporativa da América Latina.

No decorrer do programa, haverá mentoria presencial com executivos e sócios do banco, para discutirem temas como marketing e vendas, cultura e pessoas e captação de recursos.

As startups selecionadas também participarão do Demo Day, evento organizado por meio do networking do BTG Pactual e que reúne os principais investidores do ecossistema de venture capital do Brasil.

Ao todo, 3.000 companhias já se inscreveram no programa. Deste total, 82 empresas, que não se limitam a produtos e serviços financeiros, participaram. 

Em sua última edição, o Batch 2023  teve 539 inscrições, número recorde, e selecionou as startups:

  • Data Rudder
  • ElloX
  • Fluid
  • LastLink
  • Streamshop
  • Turivius

Interessadas podem fazer a inscrição até o dia 15 de dezembro no site do boostlab.

A divulgação das selecionadas deverá ocorrer até o final do primeiro trimestre. O início do Batch 2024 está previsto para abril de 2024.  

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Além do macarrão: Spoleto aposta em franquia de pizza e cliente vai "criar seu prato"
seloNegócios

Além do macarrão: Spoleto aposta em franquia de pizza e cliente vai "criar seu prato"

Há 4 horas

Ricardo Bellino leva líderes empresariais ao mosteiro Zen para aprender nova abordagem de liderança
seloNegócios

Ricardo Bellino leva líderes empresariais ao mosteiro Zen para aprender nova abordagem de liderança

Há 7 horas

Faturamento das pequenas e médias empresas cresce 13,9% em janeiro
seloNegócios

Faturamento das pequenas e médias empresas cresce 13,9% em janeiro

Há 7 horas

Como abrir um negócio usando a inteligência artificial e ter mais chance de ser bem sucedido
seloNegócios

Como abrir um negócio usando a inteligência artificial e ter mais chance de ser bem sucedido

Há 8 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais