Pré-Sal Petróleo fecha acordo com a Petrobras

PPSA fechou acordo para fornecer 230 mil metros cúbicos (m³) de petróleo e gás natural extraídos dos campos de Sapinhoá e Lula, na Bacia de Santos

Rio de Janeiro - A Pré-Sal Petróleo, responsável pela fatia da União na produção de petróleo e gás na região do pré-sal, fechou acordo com a Petrobras para fornecer 230 mil metros cúbicos (m³) de petróleo e gás natural extraídos dos campos de Sapinhoá e Lula, na Bacia de Santos. O fornecimento ocorrerá até dezembro de 2018.

O início da entrega do gás depende da homologação pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) dos acordos de individualização da produção dos dois campos.

Sapinhoá é explorado por um consórcio formado pela Petrobras (operadora, com 45%), Shell (30%) e Repsol (25%). Já o campo de Lula é o principal produtor do pré-sal é operado pela Petrobras (65%), com os sócios Shell (25%) e Petrogal (10%).

No último dia 30, a PPSA tentou leiloar em bolsa a produção das duas áreas, mas não teve sucesso. Houve um único habilitado e nenhum lance. O preço de referência do petróleo foi o utilizado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A empresa não informou o valor negociado diretamente com a Petrobras dessa vez.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.