Negócios

OSX Brasil anuncia falência da OSX-1 Leasing

A sociedade holandesa de leasing está sob gestão dos credores

OSX: segundo a empresa, não haverá impactos operacionais com a falência da OSX-1 (foto/Divulgação)

OSX: segundo a empresa, não haverá impactos operacionais com a falência da OSX-1 (foto/Divulgação)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 16 de março de 2017 às 08h39.

São Paulo - A OSX Brasil, empresa em recuperação judicial, informa a falência da OSX-1 Leasing B.V, sociedade holandesa, sob gestão dos credores.

"A falência da OSX-1 ocorreu como resultado da desmobilização e venda da plataforma FPSO OSX-1, então gerida pelos credores da OSX-1 no âmbito do compromisso da companhia em entregar o controle da OSX-1 aos seus credores e do plano de reestruturação da companhia", informou a OSX, em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Segundo a empresa, não haverá impactos operacionais com a falência da OSX-1, uma vez que esta não está sob gestão da OSX Brasil, está com atividades suspensas e não está em situação operacional.

Também não terá efeitos contábeis adversos, pois os valores dos passivos da OSX-1 são superiores aos valores dos ativos.

Haverá, no entanto, efeitos colaterais em decorrência da falência da OSX-1, tais como a geração de demandas adicionais por parte dos credores da mesma.

"A companhia aproveita para reafirmar seus esforços no que se refere ao prosseguimento dos estudos e procedimentos para a desconsolidação das sociedades sobre as quais não possui mais controle ou influência significativa, notadamente as sociedades controladas pela OSX Leasing Group B.V. (como é o caso da OSX-1), e conforme vem sendo discutido pela administração da companhia", informou a OSX Brasil.

Acompanhe tudo sobre:OSXRecuperações judiciais

Mais de Negócios

Shopee ultrapassa Amazon e se torna segundo e-commerce mais acessado do Brasil em maio; veja a lista

Por que a Cimed está disposta a pagar R$ 450 milhões pela Jequiti

Com solução para quem enfrenta o câncer, a Oncoclínicas&Co é eleita uma das Melhores do ESG

Empresa do Paraná que ajuda na cobrança de dívidas compra startup de Natal e mira R$ 100 milhões

Mais na Exame