Negócios

Após 4 anos, Mangels encerra processo de recuperação judicial

O pedido de proteção à Justiça ocorreu em novembro de 2013, e o plano de reestruturação foi aprovado um ano depois

Mangels: apesar do cenário econômico adverso, a Mangels fechou o 3.º trimestre de 2016 acumulando um Ebitda (geração de caixa) de R$ 23,9 milhões (Germano Lüders/Site Exame)

Mangels: apesar do cenário econômico adverso, a Mangels fechou o 3.º trimestre de 2016 acumulando um Ebitda (geração de caixa) de R$ 23,9 milhões (Germano Lüders/Site Exame)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 16 de março de 2017 às 13h04.

São Paulo - A Mangels Industrial S.A., fabricante de rodas de liga leve para montadoras, informou nesta quarta-feira, 15, que encerrou seu processo de recuperação judicial.

O pedido de proteção à Justiça ocorreu em novembro de 2013, e o plano de reestruturação foi aprovado um ano depois.

O encerramento deste processo foi decretado nesta quarta pelo juiz Marcelo Sacramone, da 2.ª Vara de Falências e Recuperação Judicial de São Paulo, a pedido de Osana Mendonça, sócia da KPMG Corporate Finance, nomeada administradora judicial.

Apesar do cenário econômico adverso, a Mangels fechou o 3.º trimestre de 2016 acumulando um Ebitda (geração de caixa) de R$ 23,9 milhões, 132% acima do comparado ao mesmo período de 2015.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Acompanhe tudo sobre:FalênciasMontadorasRecuperações judiciais

Mais de Negócios

Novo imposto pode tornar carros mais caros – e atrasar renovação da frota, diz Anfavea

Startup simplifica cálculo de impacto ambiental das empresas

Em sete dias, Senior Sistemas faz segunda aquisição e paga R$ 29 milhões pela Hypnobox

Frente a mudanças na moda brasileira, Shop2gether investe R$ 40 mi para ampliar opções masculinas

Mais na Exame