Negócios

Os carros de entrada mais populares do ano - até agora

O Gol, veículo de entrada da Volkswagen, é o mais vendido em sua categoria; os automóveis de entrada representam 12% das vendas de carros novos no Brasil

Gol, da Volkswagen: montadora recentemente reformulou sua loja para torná-la mais digital (Volkswagen/Divulgação)

Gol, da Volkswagen: montadora recentemente reformulou sua loja para torná-la mais digital (Volkswagen/Divulgação)

Karin Salomão

Karin Salomão

Publicado em 17 de agosto de 2020 às 12h00.

Última atualização em 17 de agosto de 2020 às 17h05.

Segundo levantamento da Fenabrave, foram vendidos 95.515 veículos de entrada no ano - 15.504 apenas em julho. Esses automóveis representam 12,4% das vendas de veículos novos no acumulado do ano até julho.

O Gol, veículo de entrada da Volkswagen, é o mais vendido em sua categoria - no ano, foram vendidos 29.254 carros da marca. Em segundo lugar no ranking está o Kwid da Renault. A montadora Volkswagen ainda aparece em sexto lugar nessa categoria, com o Up, com 5.049 carros vendidos no ano, e em sétimo, com o Fusca - foram 22 unidades emplacadas em 2020.

Recentemente, a Volkswagen reinventou suas lojas no país com um banho de tecnologia: tablets, interação por realidade aumentada e câmeras de calor que detectam presença e movimentos do cliente, entre outras novidades. 

No mundo, a montadora alemã teve prejuízo de 1,4 bilhão de euros antes de impostos no primeiro semestre, com uma queda de 23% no faturamento, por conta da pandemia do novo coronavírus. 

Veja abaixo os carros de entrada mais vendidos no ano até agora. 

Acompanhe tudo sobre:CarrosCarros mais vendidosMontadorasVolkswagenVW Gol

Mais de Negócios

Problemas complexos estão travando a sua empresa? Veja 5 dicas para gerenciá-los

Ele vendia trufas e hoje fatura R$ 80 milhões com a maior rede de pilates da América Latina

Ronaldo pode vender clube espanhol por um quarto do valor embolsado com o Cruzeiro

Mora no exterior e quer doar recurso ao RS? Agora é possível através destas instituições financeiras

Mais na Exame