O novo modelo de contabilidade para pequenas empresas e autônomos

Com serviços que custam 89 reais por mês e mais de 30.000 clientes, a Contabilizei transformou a relação entre pequenos empresários e contadores

Em um país onde as micro e pequenas empresas representam cerca de 17 milhões de CNPJs ativos, mais de 30% do PIB e mais de 50% dos empregos, existe um espaço claro para negócios que analisam e entendem as dificuldades dos empreendedores. E uma das principais dificuldades desse setor está logo no início de sua jornada: abrir um CNPJ e cumprir suas obrigações fiscais. São pequenos comerciantes, médicos, engenheiros, profissionais de tecnologia, advogados, entre outros, que precisam de ajuda para navegar pela burocracia brasileira.

É neste cenário que a figura do contador se insere. O mercado, que antes era dominado por escritórios tradicionais de contabilidade que detinham o conhecimento e toda a informação tributária dos clientes, passou por profundas modificações com a inserção de tecnologia para a automação de processos e a entrada de players maiores ofertando um maior leque de opções e preços mais acessíveis.

A relação entre o empreendedor ou profissional liberal que antes era pautada por encontros presenciais, muita troca de papel, preço mínimo de um salário-mínimo e dependência concentrada em somente um contador, passou a ser mais ágil, direta, com a informação disponível 24 horas, e mais profissional, dado que agora a prestação de serviços é feita por uma equipe com diversas especialidades e que não depende de apenas um profissional. O resultado disso tudo é mais segurança, confiança e preços mais baixos pelo serviço prestado.

Pioneira nesta transformação, a Contabilizei surgiu em 2013 e foi uma das primeiras a oferecer abertura de empresa e serviço contábil adequado aos novos tempos. Rompendo com o padrão tradicional brasileiro, a empresa investiu muito em tecnologia para automatizar seus processos, foi a primeira a oferecer consultoria gratuita para abertura de CNPJ, e planos de serviços com diferentes preços e características pensados nas diferentes necessidades de cada perfil de empreendedor ou profissional autônomo.

Sete anos depois e com mais de 30.000 clientes, a Contabilizei se tornou a maior empresa de serviços de contabilidade para autônomos e pequenas empresas. Isso aponta para uma transformação do setor de contabilidade que já ocorreu em muitos outros setores: a de passar de um serviço feito exclusivamente por milhares de prestadores individuais e pouco profissionalizados, para um setor de empresas maiores e mais profissionalizadas que investem em tecnologia e propõe processos claros e seguros de atendimento ao cliente, inclusive contando com auditoria internacional independente. De fato, essa transformação atraiu até investidores internacionais: hoje a Contabilizei tem como investidores alguns dos maiores fundos do mundo como Kaszek, SoftBank e Banco Mundial, fazendo parte de um seleto grupo de startups como Nubank, QuintoAndar, Creditas e Loggi, que compartilham parte dos mesmos investidores.

Hoje, o profissional que optou por trabalhar como pessoa jurídica ou o empreendedor que quer começar sua jornada consegue fazer a consultoria e o serviço de abertura de seu CNPJ sem custo e sem sair de casa, bem como ter todas as suas obrigações atendidas em um modelo mais barato com mais opções. Guilherme Soares, vice-presidente de canais e novos negócios, comenta: “Hoje temos cinco planos de atendimento para se encaixar na necessidade de cada profissional, temos desde atendimento telefônico e por WhatsApp até as 22h, até um serviço de fluxo de caixa e contas a pagar feito por um profissional especializado no segmento do cliente”.

Guilherme Soares, vice-presidente de canais e novos negócios da Contabilizei: cinco planos de atendimento para atender a necessidade de cada profissional

Guilherme Soares, vice-presidente de canais e novos negócios da Contabilizei: cinco planos de atendimento para atender a necessidade de cada profissional (Contabilizei/Divulgação)

Mais do que só contabilidade

A presença de grandes empresas nesse setor permite que quem trabalha com o CNPJ também consiga resolver outros problemas muito comuns de quem parte para o empreendedorismo. “Sabemos que há outras necessidades importantes desse público. É por isso que oferecemos outros serviços como conta-corrente PJ gratuita para os recebimentos e pagamentos do CNPJ, assessoria para contratação de plano de saúde para o empreendedor e sua família, e um serviço de gestão financeira da empresa”, comenta Soares.

Esse novo modelo de fazer contabilidade ganhou a confiança de empreendedores, profissionais liberais e autônomos, que viram uma solução mais segura, prática e que atendesse às suas necessidades. Não é à toa que a Contabilizei cresce sua base de clientes a uma taxa acelerada e outras empresas estão surgindo com a mesma proposta, fazendo com que esse novo modelo seja o dominante.

Quer abrir uma empresa ou trocar de contador? Clique aqui para saber mais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.