Negócios

Marisa inicia venda de roupas porta-a-porta

Varejista está selecionando milhares de consultoras para a iniciativa, cujo plano é faturar R$ 500 milhões nos próximos cinco anos


	Marisa: plano é contar com 10.000 consultoras até o final deste ano
 (Wikimedia Commons/ Junius)

Marisa: plano é contar com 10.000 consultoras até o final deste ano (Wikimedia Commons/ Junius)

Tatiana Vaz

Tatiana Vaz

Publicado em 12 de março de 2013 às 11h10.

São Paulo – Além da loja virtual e das 370 lojas físicas, a rede de moda feminina Marisa decidiu apostar em uma nova maneira de vender seus produtos, por meio de consultoras de vendas porta-a-porta. O projeto piloto começa com 700 consultoras treinadas para vender nos estados de Bahia, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pernambuco, Tocantins e São Paulo, e o Distrito Federal.

Trata-se de um meio um tanto quanto inusitado para uma empresa de varejo de roupas, mas em linha com a necessidade de mercado atual de estar onde os clientes estão e diversificar a maneira de apresentar os produtos. Em linha com essa estratégia, a Natura anunciou, também nesta semana, a abertura de lojas físicas, além das tradicionais vendas porta-a-porta feitas desde o início da sua operação.

“A compra assistida é uma ferramenta muito importante para fortalecimento da marca, pois leva para dentro da casa da cliente a qualidade da loja” afirma Marcel Szajubok, head de venda direta da Marisa.

Segundo o executivo, a empresa planeja faturar até 500 milhões de reais com a iniciativa nos próximos cinco anos deve complementar as vendas lojas físicas e online. Os produtos que serão vendidos pelas consultoras inclui lingerie, moda feminina, acessórios e calçados. O pagamento poderá, por enquanto, ser feito apenas por meio de cartão de crédito, mas a rede informa que Cartões Marisa, Marisa Itaucard e boleto bancário serão aceitos em breve.

A expectativa da rede é ter mais 10.000 consultoras de moda e estilo até o final de 2013. A seleção está em andamento. As interessadas devem ter acima de 18 anos, não ter problema de crédito e entrar em contato por meio do vd.atendimento@marisa.com.br. As selecionadas serão capacitadas pela companhia. 

Acompanhe tudo sobre:ComércioEmpresasMarisaVarejo

Mais de Negócios

Empreendedor produz 2,5 mil garrafas de vinho por ano na cidade

Após crise de R$ 5,7 bi, incorporadora PDG trabalha para restaurar confiança do cliente e do mercado

Após anúncio de parceria com Aliexpress, Magalu quer trazer mais produtos dos Estados Unidos

De entregadores a donos de fábrica: irmãos faturam R$ 3 milhões com pão de queijo mineiro

Mais na Exame