Negócios

M&A nos seguros: MDS Brasil compra Brokers para avançar no middle market de saúde e de benefícios

Com mais de 120.000 vidas asseguradas, e prêmios de 280 mihões de reais, a Brokers atua a 32 anos como uma consultoria-boutique com projetos de assistência de saúde e de seguros

Ariel Couto, CEO do MDS Brasil: "A Brokers nos agrega forte conhecimento e experiência na gestão de clientes do segmento middle, que é estratégico para nós" (Divulgação/Divulgação)

Ariel Couto, CEO do MDS Brasil: "A Brokers nos agrega forte conhecimento e experiência na gestão de clientes do segmento middle, que é estratégico para nós" (Divulgação/Divulgação)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 23 de dezembro de 2022 às 12h00.

Última atualização em 5 de abril de 2023 às 17h18.

Apenas duas semanas após o término do processo de venda para o grupo inglês Ardonagh, a empresa de seguros e benefícios MDS Brasil anuncia a aquisição da corretora Brokers, especializada em benefícios para médias empresas — conhecido também pelo jargão middle market.

Com mais de 120.000 vidas asseguradas, e prêmios de 280 mihões de reais, a Brokers atua a 32 anos como uma consultoria-boutique com projetos personalizados de assistência de saúde e de seguros.

Assine a newsletter EXAME Empreenda e receba, gratuitamente, conteúdos sobre empreendedorismo para impulsionar o seu negócio!

A atual equipe de gestão da Brokers, liderada pelos sócios principais Marcelo Schaimberg, Ricardo J. Levy e Paulo Chut continuará à frente da operação da empresa, assim como os demais executivos.

Por que a operação é relevante

“Ao longo de mais de 30 anos de mercado, a Brokers se tornou uma corretora bem-sucedida, mas temos certeza de que essa integração ao Grupo MDS permitirá à corretora acelerar ainda mais o seu plano de crescimento”, disse Schaimberg.

Para Ariel Couto, CEO do MDS Brasil, a compra da Brokers traz significativos ganhos na geração de valor para ambas as empresas e seus clientes.

“A aquisição reforça a nossa unidade de negócios de saúde e de benefícios e nos consolida entre as maiores corretoras desse segmento. Além de uma equipe altamente qualificada, a Brokers nos agrega forte conhecimento e experiência na gestão de clientes do segmento middle, que é estratégico para nós. Ainda que possua, também, negócios em riscos patrimoniais, responsabilidades riscos financeiros, seu portfólio é majoritariamente composto por clientes no segmento de benefícios que passam a ter acesso a todos os nossos produtos e serviços”, disse.

LEIA TAMBÉM: Insurtech chega ao mercado com a promessa de quebrar paradigmas do setor

A aquisição é estratégica porque o setor de seguros vem crescendo nos últimos anos após ter sofrido um baque na crise econômica brasileira iniciada em 2014. Alguns sinais disso:

  • No Brasil, são 49 milhões de beneficiários em planos de saúde
  • Esta é a melhor marca para o setor desde 2015
  • Em 2021, o setor de seguros cresceu 11,9%, ante só 1,3% em 2020

Quem é o Grupo MDS

Fundada há 35 anos e com sede no Porto, em Portugal, a MDS é uma multinacional de corretagem de seguros e resseguros, além de consultoria de riscos e gestão de benefícios corporativos.

É uma das principais corretoras independentes com atuação no mercado de língua portuguesa.

Além de Portugal, está presente em:

  • Brasil
  • Angola
  • Moçambique

E, fora do mundo lusófono, está em:

  • Espanha
  • Suíça
  • Malta

É uma das corretoras pioneiras em língua portuguesa a ser membro do Lloyd's, um arranjo de seguradoras, resseguradoras e corretores com algum tipo de ligação com o mercado financeiro de Londres, onde o Lloyd's foi fundado em 1688.

No mundo, o tamanho do Grupo MDS é o seguinte:

  • 900 milhões de euros em prêmios de seguro gerenciados
  • 1,2 milhão de clientes privados e empresariais

O The Ardonagh Group é uma das principais plataformas independentes de distribuição de seguros no mundo, presente em 150 países e com 9.000 funcionários.

Desde o começo de dezembro, o Grupo MDS integra o Ardonagh Global Partners, uma operação fundada em janeiro de 2021 para investir em organizações de referência em seguros e consultoria de risco.

LEIA TAMBÉM: Executiva deixa cargo em multinacional para empreender: “O corporativismo me adoeceu”

 

Acompanhe tudo sobre:SegurosFusões e Aquisiçõeshubseguros

Mais de Negócios

A startup que pretende usar um fundo de R$ 150 milhões para salvar negócios no Rio Grande do Sul

Como a Amazon quer fazer pequenos e médios negócios brasileiros venderem nos Estados Unidos

Francal se transforma em ecossistema para eventos e apresenta novo hub de negócios

10 franquias baratas de limpeza para empreender a partir de R$ 27 mil

Mais na Exame