Ford fecha acordo de venda da fábrica em Taubaté para construtora

A expectativa é que todo o processo seja concluído no prazo de 60 a 90 dias
Ford: Hoje, os veículos da marca vendidos no mercado brasileiro são importados (Roosevelt Cassio/Reuters)
Ford: Hoje, os veículos da marca vendidos no mercado brasileiro são importados (Roosevelt Cassio/Reuters)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 18/05/2022 12:28 | Última atualização em 18/05/2022 12:28Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A Ford anunciou nesta quarta-feira, 18, que fechou acordo de venda da fábrica de Taubaté, no interior de São Paulo, para a construtora São José Desenvolvimento Imobiliário, a mesma que comprou dois anos atrás as instalações de São Bernardo do Campo, onde a montadora produzia caminhões. A partir de agora, informa a Ford, começa o processo de diligência para a conclusão do negócio, que também depende da aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A expectativa é que todo o processo seja concluído no prazo de 60 a 90 dias. Após anos de perdas significativas no Brasil, a Ford anunciou em janeiro de 2021 que não produziria mais no País.

Hoje, os veículos da marca vendidos no mercado brasileiro são importados, principalmente, de fábricas da Argentina e do México além do Uruguai, onde uma linha terceirizada monta a van Transit.

Além de Taubaté, onde produzia motores, a Ford fechou a fábricas que fabricavam os modelos EcoSport e Ka, em Camaçari (BA), e os jipes da marca Troller, em Horizonte (CE). Para essas unidades, contudo, a multinacional americana ainda busca um comprador.

LEIA TAMBÉM: 

Google entrará com pedido de falência na Rússia, diz agência

Quem é o maior bilionário da China, duas vezes mais rico que Jack Ma