Negócios

Foco para Invepar agora é refinanciar dívida, diz presidente da Previ

José Mauricio Coelho também falou sobre como a Invepar poderá emitir e prorrogar suas dívidas a partir de agora

Aeroporto de Guarulhos: em agosto de 2018 a Previ rejeitou oferta do fundo Mubadala para comprar a Invepar (Paulo Whitaker/Reuters)

Aeroporto de Guarulhos: em agosto de 2018 a Previ rejeitou oferta do fundo Mubadala para comprar a Invepar (Paulo Whitaker/Reuters)

R

Reuters

Publicado em 10 de setembro de 2018 às 14h32.

Última atualização em 10 de setembro de 2018 às 14h41.

Florianópolis - Os fundos de pensão que controlam a Invepar desistiram de vender suas participações na empresa no curto prazo e querem que a concessionária de infraestrutura refinancie sua dívida, disse o presidente-executivo da Previ, caixa de previdência dos empregados do Banco do Brasil, José Mauricio Coelho, nesta segunda-feira.

Falando nos bastidores de um evento de fundos de pensão em Florianópolis, Coelho disse que a Invepar pode emitir novas dívidas ou prorrogar os vencimentos de sua dívida atual. Em agosto, a Previ rejeitou uma oferta vinculante do fundo soberano Mubadala para comprar a Invepar.

Acompanhe tudo sobre:AeroportosAviaçãoInvepar

Mais de Negócios

20 franquias baratas para empreender em cidades do interior a partir de R$ 6.998

Geração Z é a que mais pede comida via delivery; fast-food lidera preferências

Justiça condena Ypê por assédio eleitoral ao fazer live pró-Bolsonaro em 2022

Após venda de empresa, novo bilionário britânico vai compartilhar US$ 650 milhões com funcionários

Mais na Exame