Acompanhe:
seloNegócios

Fiat Uno perde versões e só resta opção de entrada. É o começo do fim?

Modelo está à venda no Brasil há quase 40 anos, mas agora sobrevive com vendas diretas

Modo escuro

Continua após a publicidade
Redução: Fiat Uno agora é vendido em versão única no Brasil (Fiat/Divulgação)

Redução: Fiat Uno agora é vendido em versão única no Brasil (Fiat/Divulgação)

G
Gabriel Aguiar

Publicado em 15 de maio de 2021 às, 07h00.

Para bom entendedor, meio corte basta: o Fiat Uno perdeu três versões neste mês e, agora, é vendido somente na opção de entrada – por 57.995 reais. E assim começa a despedida do modelo, que só teve 10.042 emplacamentos no acumulado até o mês de abril. Por outro lado, Argo e Mobi tiveram o dobro de negócios fechados no mesmo período (e se saíram melhor para o varejo).

Esquecido como coadjuvante em uma categoria que ajudou a consolidar há quase 40 anos, o veterano está na segunda geração, apresentada por aqui em 2010. Por enquanto, a salvação têm sido as vendas diretas, que representaram 96,3% dos emplacamentos deste janeiro. Mas, o problema, é que esse tipo de negociação deixa pouca margem de lucro para o fabricante e as revendas.

As melhores oportunidades podem estar nas empresas que fazem a diferença no mundo. Veja como com a EXAME Invest Pro

Para efeito de comparação, o Volkswagen Gol, que também já consta entre os “experientes” do setor, vendeu 25.433 unidades no primeiro quadrimestre. Esse resultado foi suficiente para garantir a quinta posição no mercado brasileiro, bem à frente do Uno, que acabou somente como 23º no acumulado. E, no caso do rival bem-sucedido, as vendas diretas representam 69,8% do total.

Na lista de equipamentos de série, o modelo da Fiat oferece ar-condicionado, direção hidráulica, vidros dianteiros e travas elétricas, computador de bordo, banco traseiro bipartido e aviso sonoro para uso do cinto de segurança. Já o motor é 4-cilindros 1.0 bicombustível (etanol e gasolina) com médias de 11 km/l na cidade e 13,4 km/l na estrada, afirma o Inmetro, com o derivado de petróleo.

Por outro lado, o subcompacto Mobi continua em crescimento e, no mês de abril, ficou atrás apenas da líder Strada – garantido o topo da tabela entre os automóveis. Em comum, os hatches dividem plataforma e diferentes componentes, como é o caso da estrutura das portas e dos vidros dianteiros. Só que irmão menor e mais novo foi desenvolvido para reduzir custo, se tornando mais viável.

Procurado, o fabricante afirma que reduziu “a complexidade da gama” por conta do bom desempenho das versões aventureiras Argo Trekking e Mobi Trekking. Mas, ainda assim, garantiu que o Uno continua sendo produzido no Polo Automotivo de Betim (MG).

Quais são as tendências entre as maiores empresas do Brasil e do mundo? Assine a EXAME e saiba mais.

Últimas Notícias

Ver mais
Como os carros voadores podem ser na vida real? Veja vídeo
Tecnologia

Como os carros voadores podem ser na vida real? Veja vídeo

Há um dia

Praia, cidade ou montanha: três carros ideias para a sua próxima viagem
Casual

Praia, cidade ou montanha: três carros ideias para a sua próxima viagem

Há 3 dias

Asfalto ou off road: confira três carros ideias para a sua próxima viagem
seloRevista Exame

Asfalto ou off road: confira três carros ideias para a sua próxima viagem

Há 6 dias

Como o Grupo Stellantis, dono de Fiat e Jeep, quadruplicou o volume de vendas digitais
seloRevista Exame

Como o Grupo Stellantis, dono de Fiat e Jeep, quadruplicou o volume de vendas digitais

Há 6 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais