Negócios

Facebook tem pouco progresso em diversidade de raça e gênero

Os funcionários do Facebook ainda são na maioria homens brancos ou asiáticos


	Mark Zuckerberg, CEO do Facebook: resultados do relatório anual de diversidade do Facebook refletem o progresso escasso feito pelos "pesos-pesados" do Vale do Silício em ter mais diversidade
 (David Paul Morris/Bloomberg)

Mark Zuckerberg, CEO do Facebook: resultados do relatório anual de diversidade do Facebook refletem o progresso escasso feito pelos "pesos-pesados" do Vale do Silício em ter mais diversidade (David Paul Morris/Bloomberg)

DR

Da Redação

Publicado em 15 de julho de 2016 às 14h42.

Os funcionários do Facebook ainda são na maioria homens brancos ou asiáticos, uma vez que a maior rede social do mundo fez pouco progresso em contratar mão de obra um pouco mais diversa ao longe do último ano, disse a empresa nesta quinta-feira.

Os resultados do relatório anual de diversidade do Facebook refletem o progresso escasso feito pelos "pesos-pesados" do Vale do Silício em contratar mais mulheres e minorias.

No mês passado, o Google divulgou dados sobre diversidade, dizendo que tinha mais funcionários negros, latinos e mulheres do que em 2015, mas ainda atrás da meta de espelhar a população.

Mulheres representavam 33 por cento da mão de obra global do Facebook até 30 de junho, ante 32 por cento no ano anterior, mostrou o relatório. Mulheres detinham 27 por cento das funções de liderança sênior, acima dos 23 por cento no ano anterior. O Facebook disse que 3 por cento de sua liderança sênior é ocupada por negros, ante 2 por cento no ano anterior.

O Facebook está tomando diversas medidas para contratar mais trabalhadores de minorias, disse Maxine Williams, diretora global de diversidade, em um post de blog nesta quinta-feira.

Acompanhe tudo sobre:EmpresasEmpresas americanasEmpresas de internetempresas-de-tecnologiaFacebookgestao-de-negociosInternetRedes sociais

Mais de Negócios

De pequena lanchonete à franquia bilionária: o que o sucesso do McDonald’s ensina aos empreendedores

Desenrola Pequenos Negócios renegocia R$ 1,25 bilhão até 12 de junho

Executivos veem a inteligência artificial como um “divisor de águas”

Para onde vai o lixo que foi multiplicado pelas enchentes no Rio Grande do Sul?

Mais na Exame