Acompanhe:
seloNegócios

Em litígio com a Nike, Vini Jr é cortejado por outras duas gigantes do setor esportivo

Caso o atleta se desvincule da Nike, os ganhos oferecidos pelas duas concorrentes poderiam ser até 10 vezes maiores

Modo escuro

Continua após a publicidade
O Atleta alega que o tratamento está aquém do que deveria e quer acelerar término do contrato (Chris Brunskill/Fantasista/Getty Images)

O Atleta alega que o tratamento está aquém do que deveria e quer acelerar término do contrato (Chris Brunskill/Fantasista/Getty Images)

M
Marcos Bonfim

Publicado em 6 de dezembro de 2022 às, 15h07.

Última atualização em 7 de dezembro de 2022 às, 13h20.

No Catar com a seleção brasileira para a disputa do mundial, o atacante Vini Jr se tornou assunto não só pelos belos jogos que tem feito, mas também por uma ação de litígio judicial que move contra a Nike, marca que o patrocina desde que tinha 13 anos de idade.

Oficialmente, o contrato do atacante com a fabricante acaba em 2028. O jogador quer acelerar esse término, no entanto. E outras duas gigantes do mercado esportivo estão acompanhando de perto as movimentações.

De acordo com o UOL, Puma e Adidas fizeram chegar ao atleta que o cheque pode ser bem gordo cada consiga se desvincular da empresa americana. Os ganhos oferecidos seriam até 10 vezes superiores ao que recebe com a parceria atual.

O que alega o jogador

O atleta pediu a seus advogados para que tentem romper o vínculo com a empresa. Um escritório internacional de advocacia, especializado em casos do gênero, também foi contratado, segundo informações do UOL e do Globo.

O desconforto do jogador de 22 anos com a marca vai para além de questões financeiras. Ele acredita que recebe um tratamento aquém do que deveria.

Exemplo disso é que, a despeito de ser um dos nomes mais importantes da seleção brasileira e o queridinho do momento do mercado publicitário, não recebeu a nova coleção da chuteira Mercurial para a disputa do mundial. A "Mercurial" foi lançada em 1998 e se tornou um clássico da marca, com novas edições de tempos em tempos. Para a Copa do Catar, a Nike apresentou em junho a Air Zoom Mercurial.

Com as ações de litígio iniciadas ainda no primeiro semestre, o jogador também não participou de ações recentes da marca.

Procuradas, Puma e Adidas informaram que não irão comentar sobre o assunto. A Nike não respondeu até a publicação. A matéria será complementada caso se posicione.

Quem são os patrocinadores de Vini Jr

Com sorriso largo e dribles que encantam, Vini Jr conquistou o mercado publicitário nesta edição da Copa. O garoto chegou ao Catar com diversas marcas patrocinadoras.

Ele aparece nas estratégias de marketing de empresas como:

Últimas Notícias

Ver mais
Com dois concorrentes, Brasil recebe comitiva da Fifa em vistoria da Copa do Mundo Feminina de 2027
Esporte

Com dois concorrentes, Brasil recebe comitiva da Fifa em vistoria da Copa do Mundo Feminina de 2027

Há uma semana

Nike vai demitir 1.600 funcionários em plano para reduzir custos após vendas fracas
seloNegócios

Nike vai demitir 1.600 funcionários em plano para reduzir custos após vendas fracas

Há 2 semanas

Carnaval, frevo e corrida: cinco lançamentos de sneakers em fevereiro
Casual

Carnaval, frevo e corrida: cinco lançamentos de sneakers em fevereiro

Há 3 semanas

Copa do Mundo 2026: Nova York vai sediar final e abertura será no palco do tri do Brasil
Esporte

Copa do Mundo 2026: Nova York vai sediar final e abertura será no palco do tri do Brasil

Há 4 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais