Negócios

Dona da InfinitePay, CloudWalk levanta R$ 1,6 bilhão para expandir oferta de crédito a PMEs

Os recursos serão usados para impulsionar a antecipação de recebíveis, aproveitando o crescimento na base de clientes

Pablo de Mello, da CloudWalk: "a antecipação de recebíveis é um instrumento fundamental para garantir a boa gestão do fluxo de caixa" (Cloudwalk/Divulgação)

Pablo de Mello, da CloudWalk: "a antecipação de recebíveis é um instrumento fundamental para garantir a boa gestão do fluxo de caixa" (Cloudwalk/Divulgação)

Marcos Bonfim
Marcos Bonfim

Repórter de Negócios

Publicado em 21 de maio de 2024 às 07h50.

Última atualização em 21 de maio de 2024 às 10h24.

Tudo sobreStartups
Saiba mais

A CloudWalk, dona da InfinitePay, levantou R$ 1,6 bilhão com FIDCs para financiar a operação de antecipação de recebíveis de cartão de crédito, um movimento para acompanhar o crescimento da carteira de clientes. O unicórnio encerrou o mês de abril com 1,5 milhão de micro e pequenos empreendedores.

Presente nos mais de 5.000 municípios do país, a fintech criada em 2013 por Luis Silva tem acelerado nos últimos dois anos com a ampliação da oferta de produtos. No período, introduziu serviços como concessão de crédito, gestão de vendas e de pagamento instantâneo, como a tecnologia "Tap to Pay", que transforma smartphones em terminais de pagamento sem contato.

A entrada do novo capital procura dar suporte a esta nova demanda de empreendedores. Em geral, negócios que têm entre 1 e 3 funcionários.

“Para todo esse ecossistema, a antecipação de recebíveis é um instrumento fundamental para garantir a boa gestão do fluxo de caixa, uma das maiores dores dos nossos clientes”, afirma Pablo de Mello, COO da CloudWalk. “Com o adiantamento de recebíveis, um negócio pode acessar recursos mais rapidamente, oferecendo maior liquidez para cobrir despesas operacionais, comprar mais matéria-prima ou produtos, pagar fornecedores negociando melhores preços à vista e muito mais”.  

De acordo com a fintech, as taxas de antecipação variam entre 1,37% para transações no débito e 12,40% para transações parceladas em 12 vezes no Tap e na maquininha. 

Com a contratação do plano, esses empreendedores podem oferecer aos clientes parcelamentos de seus produtos e serviços em até 12 parcelas no cartão. O dinheiro, porém, cai antes na conta: na mesma hora ou primeiro dia útil. Pelo adiantamento, arcam com um deságio - isto é, um desconto pela transação. A CloudWalk não abre o valor do tíquete médio das operações. 

Quer dicas para decolar o seu negócio? Receba informações exclusivas de empreendedorismo diretamente no seu WhatsApp. Participe já do canal EXAME Empreenda

Como funcionou a estruturação do FIDCs

Os recursos levantados estão divididos em quatro veículos, cada um com uma política de crédito e risco diferente. O Itaú BBA liderou a estruturação dos FIDCs, iniciativa que reuniu ainda o Bradesco BBI e BV como coordenadores. 

Segundo a fintech, a operação registrou uma demanda três vezes maior que a oferta inicial e contou com 30 instituições compradoras das cotas, distribuídas entre 189 estruturas de investimento de bancos, gestoras e family offices. 

Com os novos veículos, a fintech chega a 8 desde que incorporou este tipo de operação. No período, a CloudWalk soma captações totais de R$ 4,9 bilhões. “Aprendemos com esses anos de experiência trabalhando com nossos clientes que um fluxo de caixa previsível permite um planejamento financeiro mais acurado, minimiza surpresas e melhora a gestão das obrigações financeiras”, diz Mello. 

Qual é o momento da operação

A fintech terminou o ano de 2023 com receita bruta de R$ 1,55 bilhão, alta de 41% sobre 2022. Até abril, registrou R$ 2,5 bilhões de receita recorrente anualizada (ARR) e um lucro líquido anualizado acima de R$ 360 milhões. 

Os números, no positivo desde o fim de 2022, pavimentam os planos de internacionalização da startup, rumo aos Estados Unidos. Em andamento, a operação está sendo implementada com uma nova marca, o aplicativo Jim.com, e com a oferta de recursos de inteligência artificial e pagamento instantâneo.

Com mais de uma década de mercado, a CloudWalk captou US$ 365 milhões e foi avaliada em US$ 2,15 bilhões em novembro de 2021, quando levantou uma rodada da Série C de US$ 150 milhões liderada pela Coatue.  

As demais verticais de negócio, como operações de crédito, são custeadas com o caixa gerado e ainda com o dinheiro residual das rodadas de equity.

Acompanhe tudo sobre:StartupsFintechsInternacionalInvestidores

Mais de Negócios

A inovação que mudou a indústria: como a Nespresso transformou o consumo de café com suas cápsulas?

Quem é a empresa do Paraná que fará casas 'tipo Lego' a preço de custo para as vítimas da enchente

Herdeira da L'Oréal, mulher mais rica do mundo atinge um novo recorde. Veja qual

Rival da Amazon nos Estados Unidos e da Shein na Ásia, Temu chega ao Brasil

Mais na Exame