Negócios
Acompanhe:

Didi suspende alguns serviços na China continental para aumentar segurança

A empresa chinesa foi duramente criticada depois que uma passageira de 20 anos foi assassinada em agosto por seu motorista

Didi: transporte compartilhado e taxi serão suspensos entre 8 e 15 de setembro para melhorar a segurança (Twitter/Reprodução)

Didi: transporte compartilhado e taxi serão suspensos entre 8 e 15 de setembro para melhorar a segurança (Twitter/Reprodução)

R
Reuters

4 de setembro de 2018, 12h32

Pequim - A empresa chinesa Didi Chuxing de transporte urbano por aplicativo disse na terça-feira que suspenderá alguns serviços noturnos na China continental, incluindo operações de táxi e de transporte compartilhado entre 8 e 15 de setembro como parte das medidas para melhorar a segurança.

A Didi, que no Brasil é dona da 99, disse em um comunicado que vai melhorar a função de linha direta com a polícia para os clientes e os investimentos para atendimento ao cliente.

A empresa tem estado sob pressão crescente de reguladores e consumidores depois que uma passageira de 20 anos foi assassinada por seu motorista Didi em agosto. Outro passageiro foi morto por um motorista em maio.