Camargo Corrêa vende 1,18 bilhão de reais em imóveis em 2010

Os lançamentos aumentaram 160% no ano , segundo os dados da empresa

São Paulo - As vendas contratadas do último trimestre de 2010 da Camargo Corrêa Desenvolvimento Imobiliário (CCDI) alcançaram 328,2 milhões de reais. No acumulado do ano as vendas contratadas atingiram 1,179 bilhão de reais, representando um aumento de 75,3% em relação a 2009.

O aumento das vendas contratadas em 2010, deve-se, principalmente, ao aumento de 160% no numero de lançamentos ao longo do ano (10 empreendimentos em 2009 e 26 em 2010, com um total de 8.157 unidades), segundo a empresa.

A empresa atingiu 1,391 bilhão de reais em lançamentos em 2010. O valor está 152,5% acima dos lançamentos em 2009 e alcança 103% da base do guidance. No último trimestre, os lançamentos alcançaram 535,5 milhões de reais e superaram os valores registrados em cada um dos demais trimestres do ano.

Os lançamentos da HM Engenharia, segmento de baixa renda da CCDI, aumentaram 220,8% em 2010, representando 44,6% no total da CCDI, encostando na base do guidance de participação da HM Engenharia (45% a 55%).

Velocidade de vendas

A velocidade de vendas (VSO) foi de 53,2% no ano, representando um aumento de 9,6 pp em relação a 2009. No último trimestre, a VSO foi de 20,2%, menor em 5,3 pontos percentuais em relação ao terceiro trimestre de 2010 e 0,5 ponto percentual superior ao número apresentado no último trimestre de 2009 (19,7%).

A VSO exclusiva da HM Engenharia foi de 13,7% no último trimestre de 2010 contra 18,7% no terceiro trimestre e 45,4% no último trimestre de 2009. A empresa ressaltou que o volume total de lançamentos da HM em 2010 aumentou 220,8% em relação a 2009.

Em 2010 foram entregues um total de 2.373 unidades representando 682,8 milhões de reais, distribuídos em 13 empreendimentos. Desse total, a HM Engenharia representou 1.723 unidades, seis projetos e 129,0 milhões de reais.

Vendas contratadas

Dos 535,5 milhões de reais lançados no último trimestre de 2010, 12,3% foram comercializados no mesmo período. As vendas de unidades em estoque representaram 79,9% (262,3 milhões de reais) das vendas contratadas totais. As vendas de estoque representaram 24,1% do estoque de 1, 086 bilhão de reais ao final do terceiro trimestre de 2010.


Em termos de segmento de mercado, as vendas contratadas do último trimestre de 2010 foram maiores nos segmentos de alta e altíssima renda (46,5%), devido aos lançamentos realizados nestes segmentos nos últimos meses. Os outros 53,5% foram distribuídos em todos os segmentos de mercado em que a CCDI atua. A analise por localização, indica que as vendas de unidades no estado de São Paulo foram responsáveis por 95,8% das vendas contratadas totais.

Banco de terrenos

Durante o quarto trimestre de 2010 a CCDI não adquiriu novos terrenos. Desta forma, o atual banco de terrenos da companhia passou a ser de 8,5 bilhões de reais em VGV para futuro desenvolvimento. Deste montante; 1,7 bilhão de reais refere-se a terrenos exclusivos da HM Engenharia. Do VGV potencial do Landbank da CCDI, 69,0% estão direcionados a projetos com preço unitário ate 500 mil reais (nova faixa-teto do FGTS) e que 73,5% localizam-se em São Paulo (capital e região metropolitana).

No quarto trimestre de 2010, a CCDI e a HM Engenharia lançaram 535,5 milhões de reais em VGV. Os terrenos referentes a esses empreendimentos estavam registrados no banco de terrenos no valor de 482,0 milhões de reais. Além disso, a CCDI elaborou um novo estudo de viabilidade de três terrenos com VGV potencial de 182,0 milhões de reais, que resultou na recomendação de transferência dos terrenos para HM Engenharia, que desenvolverá empreendimentos de baixa renda com VGV de 94 milhões de reais.

Lançamentos econômicos e médio padrão

O segmento de baixa renda/econômico representou 56,3% ou 301,7 milhões de reais do total dos lançamentos do último trimestre de 2010 e 44,6% ou 620,6 milhões de reais no ano. Esse segmento é executado pela HM Engenharia dentro do Programa Minha Casa, Minha Vida.

No último trimestre de 2010 a CCDI lançou 233,8 milhões de reais referentes a quatro empreendimentos, sendo todos de médio padrão. No período a empresa decidiu cancelar o lançamento do empreendimento Vista Atlântico realizado em maio do mesmo ano e localizado na cidade de Vila Velha-ES. O empreendimento tinha valor geral de vendas (VGV) estimado de 115 milhões de reais (parte CCDI) e um total de 240 unidades. O cancelamento foi motivado pela baixa performance de vendas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.