Negócios

AT&T anuncia que Justiça se opôs à fusão com Time Warner

O acordo anunciado há mais de um ano uniria o conteúdo da Time Warner com o serviço de internet e TV paga da AT&T

Time Warner: a AT&T reafirmou seus planos de enfrentar o processo do governo (Time Warner/Divulgação)

Time Warner: a AT&T reafirmou seus planos de enfrentar o processo do governo (Time Warner/Divulgação)

A

AFP

Publicado em 20 de novembro de 2017 às 20h06.

A AT&T anunciou nesta segunda-feira que os agentes antitruste dos EUA apresentaram ação para bloquear sua fusão com a Time Warner, estabelecendo uma grande batalha judicial sobre a fusão de US$ 85 bilhões.

O acordo anunciado há mais de um ano uniria o conteúdo da Time Warner, que tem os canais HBO e CNN, com o serviço de internet e TV paga da AT&T.

A declaração da AT&T acontece antes do aguardado anúncio do Departamento de Justiça dos EUA.

A AT&T reafirmou seus planos de enfrentar o processo do governo, argumentando que se trata de uma fusão "vertical", sem sobreposição competitiva.

"O processo do Departamento de Justiça de hoje é uma saída radical e inexplicável de décadas de precedentes antitruste", disse o conselheiro geral da AT&T, David McAfee.

"As fusões verticais como esta são rotineiramente aprovadas porque beneficiam os consumidores sem remover qualquer concorrente do mercado. Não vemos nenhuma razão legítima para que nossa fusão seja tratada de forma diferente", acrescentou.

"Estamos confiantes de que o tribunal rejeitará as reivindicações do governo e permitirá essa fusão sob precedentes legais de longa data".

Acompanhe tudo sobre:AT&TCNNEstados Unidos (EUA)Fusões e AquisiçõesHBOTime Warner

Mais de Negócios

A empresa inglesa que inventou a retroescavadeira vai investir R$ 500 milhões no Brasil — veja onde

Fórmula secreta? Como a Disney reinventou sua gestão financeira para continuar no topo

Depois de faturar R$ 300 milhões no Brasil, a Asper quer combater crimes digitais nos Estados Unidos

Em masterclass gratuita, Marcelo Cherto ensina o passo a passo para abrir uma franquia de sucesso

Mais na Exame