Negócios
Acompanhe:

AT&T comprará Nextel no México por US$1,875 bi

AT&T planeja combinar a Nextel México com a Iusacell, comprada pela companhia norte-americana em novembro por 1,7 bilhão de dólares


	NII Holdings, controladora da Nextel na América Latina, pediu proteção contra falência nos Estados Unidos em setembro
 (Divulgação)

NII Holdings, controladora da Nextel na América Latina, pediu proteção contra falência nos Estados Unidos em setembro (Divulgação)

D
Da Redação

26 de janeiro de 2015, 14h11

A AT&T disse nesta segunda-feira que vai comprar os ativos de telefonia celular da NII Holdings, controladora da operadora Nextel, no México, por 1,875 bilhão de dólares, menos dívida líquida.

A NII Holdings, controladora da Nextel na América Latina, pediu proteção contra falência nos Estados Unidos em setembro, em meio a dificuldades como uma dívida de 5,8 bilhões de dólares e concorrência acirrada no Brasil e no México.

A NII Holdings afirmou em comunicado esperar que a venda seja concluída em meados deste ano.

O presidente-executivo da empresa, Steve Shindler, disse ainda que a transação representa uma "oportunidade para redução do risco operacional, entregar valor aos acionistas e dar liquidez que nos permita sair da recuperação judicial com um balanço financeiro saudável e financiar nosso plano de negócios no Brasil". A NII também tem operações na Argentina.

A AT&T planeja combinar a Nextel México com a Iusacell, comprada pela companhia norte-americana em novembro por 1,7 bilhão de dólares.

Enquanto a Nextel tem cerca de 3 milhões de clientes, a Iusacell, terceira maior operadora de telefonia celular mexicana, tem mais de 8 milhões de usuários.

O mercado de telefonia do México é basicamente dividido entre a América Móvil, que no Brasil opera a marca Claro, e Telefónica. A América Móvil tem cerca de 70 por cento do mercado mexicano e a Telefónica quase 20 por cento.

Alguns ativos da América Móvil foram colocados à venda e a AT&T tem sido apontada como possível compradora, mas a companhia norte-americana tem minimizado eventual interesse.

A transação da AT&T no México está sujeita a condições, incluindo aprovações por tribunal de falências, disse o grupo de telecomunicações.