• AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
  • AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
Abra sua conta no BTG

Alemanha envia caso de editoras contra Google para corte europeia

Editoras alemãs estão acusando o Google de abusar de seu poder de mercado ao se recusar a pagá-las para a exibição de artigos de jornal online
Axel Springer, maior editora de jornais da Alemanha, e 40 outras editoras acusaram o Google, controlado pela Alphabet de tratamento injusto (Reuters/Mark Blinch)
Axel Springer, maior editora de jornais da Alemanha, e 40 outras editoras acusaram o Google, controlado pela Alphabet de tratamento injusto (Reuters/Mark Blinch)
Por ReutersPublicado em 09/05/2017 10:35 | Última atualização em 09/05/2017 10:35Tempo de Leitura: 1 min de leitura

Berlim - Um tribunal em Berlim disse nesta terça-feira que estava encaminhando ao Tribunal de Justiça Europeu uma disputa em que editoras alemãs estão acusando o Google de abusar de seu poder de mercado ao se recusar a pagá-las para a exibição de artigos de jornal online.

A Axel Springer, maior editora de jornais da Alemanha, e 40 outras editoras acusaram o Google, controlado pela Alphabet de tratamento injusto.

Os editores apelaram em junho, após o tribunal rejeitar o caso em abril, dizendo que o modelo de negócios do Google era uma proposta vencedora para as duas partes.