Além da JBS, de quem mais a J&F é dona

Conglomerado, que começou com uma pequena casa de carnes em Goiás, controla algumas das maiores empresas do país

São Paulo –  O empresário Joesley Batista, dono do frigorífico JBS, gravou uma conversa com presidente Michel Temer em que este fala de “comprar o silêncio” do deputado cassado Eduardo Cunha.

Em março, Temer indicou a Joesley o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para resolver um assunto da J&F. O deputado também foi filmado ao receber uma mala com R$ 500 mil que teriam sido enviados por Joesley, de acordo com colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Em nota, Temer negou que tenha pedido ou autorizado pagamentos para conseguir o silêncio de Cunha, mas confirmou o encontro com o empresário em março, no Palácio do Jaburu.

A J&F é a holding que controla a JBS. Além do frigorífico, ela tem diversos outros negócios, como a Vigor, Alpargatas e inclusive o Banco Original, primeira instituição financeira 100% digital do país.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.