Negócios

Abertis será líder mundial com concessões no Brasil e Chile

Acordo com a construtora espanhola OHL para retomar estradas no Brasil e Chile, tornará a empresa líder mundial em concessões de rodovias

Abertis, que possui rodovias francesas, vendeu em janeiro 16% do capital da operadora via satélite europeia Etelsat (Justin Sullivan / AFP)

Abertis, que possui rodovias francesas, vendeu em janeiro 16% do capital da operadora via satélite europeia Etelsat (Justin Sullivan / AFP)

DR

Da Redação

Publicado em 26 de abril de 2012 às 08h27.

Madri - O grupo espanhol Albertis informou nesta terça-feira ter dobrado seu lucro trimestral com a venda de uma parte da operadora via satélite Eutelsat, e anunciou acordo com a construtora espanhola OHL para retomar estradas em Brasil e Chile, o que tornará a empresa líder mundial em concessões de rodovias.

"A operação representará a liderança mundial da Abertis no setor das concessões de rodovias, com a gestão de mais de 7.500 km, a integração de nove concessões de estradas no Brasil, com um total de 3.227 km, e três concessões no Chile, com um total de 342 km", informou o comunicado.

Abertis afirmou que a transação será feita através da entrada da OHL no capital da Abertis, ao tomar uma fatia de 10%. "A transação será feita mediante uma combinação de 10% de ações existentes da Abertis e assumindo dívidas", informou.

"A Abertis e OHL assinaram um acordo de intenções para a integração na Abertis das concessões de rodovias que a OHL gere no Brasil e no Chile", disse o comunicado.

"A operação - que precisa seguir diversos requisitos e trâmites habituais nesse tipo de processo - está sujeita à aprovação dos conselhos das duas companhias", completou.

Abertis, que possui as rodovias francesas Sanef, vendeu em janeiro 16% do capital social da operadora via satélite europeia Etelsat por 981 milhões de euros.

Seu lucro líquido no primeiro trimestre aumentou 88,3%, a 517 milhões de euros, em relação ao primeiro trimestre de 2011, quando já tinha se beneficiado de condições excepcionais (venda de sua parte em Atlantia).

Levando em conta estes elementos, o lucro líquido continua em alta, de 3%, para alcançar 117 milhões de euros.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) progrediu 3,1%, para 547 milhões de euros e o volume de negócios subiu 1,4%, para 888

milhões de euros.

No primeiro trimestre, o tráfego pelas rodovias, que é a principal fonte de renda do grupo (78%, 695 milhões de euros), retrocedeu 3,9% em um contexto de crise econômica mundial, particularmente forte na Espanha (-9,1%), enquanto as rodovias francesas também foram afetadas.

Na América Latina, por outro lado, o tráfego continuou aumentando (+6,2%).

Abertis, controlada por La Caixa, a maior caixa de poupança espanhola, pelo fundo CVC e pelo grupo espanhol do BTP ACS, reorganizou em 2011 sua atividade, separando-se de seu segmento de estacionamento e logística.

Acompanhe tudo sobre:ConcessionáriasEspanhaEstradasEuropaExploração de rodoviasPiigsSetor de transporteTransportes

Mais de Negócios

Marca de infusões orgânicas cresce com aumento do consumo de chás no Brasil e fatura R$ 6 milhões

Descubra 4 formas de pedir empréstimo e quais são as vantagens e desvantagens de cada uma

Apoio Financeiro no RS: prazo para adesão ao termina nesta sexta-feira; saiba como se inscrever

Com nova fábrica, Gelato Borelli vai triplicar produção e planeja faturar R$ 360 milhões em 2024

Mais na Exame