Negócios
Apresentado por FIBERX

Do 5G à energia fotovoltaica: as novas apostas da FiberX

Referência no mercado ISP, a companhia catarinense, uma das maiores fornecedoras da Huawei no país, cresceu 400% de 2019 a 2020

 (FiberX/Divulgação)

(FiberX/Divulgação)

e

exame.solutions

Publicado em 29 de agosto de 2022 às 11h30.

Última atualização em 29 de agosto de 2022 às 11h48.

Para funcionar em todo o Brasil, o 5G demandará investimentos em infraestrutura na ordem de US$ 25 bilhões nos próximos anos, segundo a consultoria International Data Corporation (IDC Brasil). A principal explicação para essa estimativa é a necessidade de instalar muitas e novas antenas país afora – comparativamente, o 4G precisou de poucas, e bem distantes umas das outras.

Estamos falando do 5G puro, cuja estreia no país ocorreu em julho, e não do chamado 5G DSS, gambiarra que se vale de frequências compartilhadas com outras tecnologias, como o 4G. “O 5G deverá mudar completamente a rotina de quem vive nas grandes cidades e abrir diversas oportunidades de negócio”, diz Ivandro Tochetto, CEO e fundador da FiberX.

A revolução do 5G

Estádios de futebol, por exemplo, poderão vender “cadeiras virtuais” para quem quiser assistir aos jogos sem sair de casa. Isso, graças ao uso de óculos de realidade virtual e ao 5G, que possibilitará a transmissão em tempo real. É essa mesma tecnologia que abrirá caminho para os carros autônomos e para os drones de entregas, entre outras inovações.

Nascida no município de São Lourenço do Oeste, em Santa Catarina, a FiberX se transformou em uma das maiores distribuidoras de equipamentos para redes de fibra óptica no Brasil. Desde a fundação, em 2008, a companhia já vendeu cerca de 6 milhões de produtos para mais de 5 mil clientes.

Com o passar dos anos, a empresa deixou de atuar exclusivamente no mercado ISP (fornecendo soluções para provedores de serviços de internet). Atualmente, com escritórios em Itapema, Florianópolis, São Paulo e Curitiba, oferece tanto equipamentos de telecom quanto soluções e serviços para o mercado empresarial como um todo.

A FiberX também atua no segmento de energia fotovoltaica. Com parceiros estratégicos, constrói usinas solares de grande porte, por exemplo, o projeto de uma usina solar para a Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), que está em fase inicial de construção.

Conectada à rede elétrica, a usina ─ que terá potência de 1 MWac e mais de 2,2 mil módulos fotovoltaicos ─ irá gerar em torno de 140 mil kWh/mês, suficientes para prover energia para 500 residências no estado de Santa Catarina. O projeto, que irá ocupar uma área do tamanho de um campo de futebol, vai evitar que 210 toneladas de CO2 sejam lançadas na atmosfera por ano e trará como resultado a geração de energia por meio de uma fonte não poluente, sustentável, que minimiza o impacto para o meio ambiente.

A adoção de placas fotovoltaicas pode se traduzir em uma economia de 20%, caso o modelo escolhido seja o de cooperativa ou de consórcio; ou de até 95%, em se tratando de uma usina própria.

Foco em sustentabilidade

Bater o martelo em energia renovável também mostra que a FiberX se preocupa com a sustentabilidade do planeta. Afinal, os consumidores estão cada vez mais atentos ao que adquirem e às escolhas das marcas adotadas.

A FiberX tem como meta triplicar de tamanho nos próximos anos. No ranking Negócios em Expansão 2022, elaborado pela EXAME em parceria com o BTG Pactual e a PwC Brasil, a companhia ocupa o primeiro lugar na categoria Telecom e a 15ª posição no segmento de R$ 150 milhões a R$ 300 milhões. De 2019 a 2020, a empresa registrou crescimento de 400%.

(Fiberx/Divulgação)

O que a FiberX entrega

Voltada para o mercado B2B, a companhia atende um público amplo de empresas privadas, para as quais costuma fornecer equipamentos de redes como Switches e Access Points, até faculdades e órgãos governamentais, passando por provedores de internet e operadoras.

“Ouvimos qual é a necessidade do nosso cliente e desenhamos a melhor solução para ele”, resume o CEO da FiberX. Em outras palavras, a empresa entrega a solução de ponta a ponta, o que inclui o desenho do projeto, a venda dos equipamentos, a implantação, a instalação e o treinamento das equipes encarregadas.

Um dos produtos disponibilizados pela FiberX é o IdeaHub, que oferece reconhecimento inteligente de escrita a mão, videoconferência em alta definição e compartilhamento de telas sem fio. Essa solução transforma salas de conferência, escritórios executivos e salas de aula em espaços inteligentes.

Outro ponto de destaque é que a FiberX é uma das principais fornecedoras no Brasil de equipamentos da Huawei. “A cada três anos, os provedores de internet precisam substituir grande parte de sua infraestrutura”, explica Ivandro Tochetto. Isso será preciso, por exemplo, quando os planos de 1 GB ou mais virarem maioria (atualmente, os mais comuns chegam a cerca de 600 MB).

No dia a dia das empresas de telecomunicações, novos desafios são comuns. E a excelência na prestação de serviços é fundamental, pois a falta ou até mesmo a lentidão no acesso por alguns minutos pode levar assinantes a cancelar o serviço. Daí a importância da análise completa de rede, um dos serviços oferecidos pela FiberX. Essa consultoria mapeia pontos de melhoria e implementa todos os ajustes necessários.

Já as soluções em nuvem da FiberX facilitam e tornam acessíveis os diversos serviços encontrados na Cloud da Huawei, uma das cinco maiores do mundo, entre as públicas. As tecnologias de nuvem, IA, 5G e IoT deverão impactar fortemente diversos setores mundo afora até 2025.

Acompanhe tudo sobre:branded-content

Mais de Negócios

Os engenheiros da saúde: como essa startup quer evitar perdas financeiras nos hospitais

IBM aposta em padrões abertos para incentivar o uso em escala da IA

Como a Renova Invest se mantém entre as melhores assessorias há 5 anos

Para além da Heineken na hora do aperto: o Rappi Turbo quer virar o seu próximo mercadinho de bairro

Mais na Exame