Acompanhe:
Apresentado por PFIZER
seloNegócios

5 motivos do porquê empresas devem incentivar a vacinação contra a covid-19

Quadro funcional imunizado tende a ser mais produtivo não só pela menor probabilidade de faltas, mas pelo sentimento de alinhamento entre os seus interesses e os da organização

Modo escuro

Continua após a publicidade
Covid-19: vacinação é a principal medida para prevenir casos graves e hospitalizações. (Pfizer/Divulgação)

Covid-19: vacinação é a principal medida para prevenir casos graves e hospitalizações. (Pfizer/Divulgação)

No final de 2023, o Ministério da Saúde atualizou sua lista de doenças ocupacionais, que são aquelas relacionadas ao trabalho. Mais de 160 patologias entraram para a lista, incluindo a covid-19 — o que reconhece a exposição no ambiente de trabalho como um fator de risco para a infecção pelo SARS-CoV-2 [I].

Apesar de o fim da situação emergencial de saúde para a covid-19 ter sido decretado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) no início do ano passado, não significa que o vírus deixará de circular[II]. Justamente por isso, manter o calendário vacinal em dia continua sendo importante [III]; afinal, o SARS-CoV-2 tem o potencial de danos à saúde, especialmente em grupos de risco, podendo levar a óbito e hospitalização[IV, V] . Além disso, o SARS-CoV-2 continua sofrendo mutações e novas variantes continuam surgindo, o que ainda levam as pessoas ao isolamento ou afastamento do trabalho[VI].

Nessa árdua e contínua batalha contra o vírus, as empresas desempenham um papel crucial, já que elas são um dos grandes pontos de encontro presencial das pessoas em suas rotinas. “O trabalho presencial tem uma grande influência na cadeia de transmissão de todas as doenças respiratórias, incluindo a covid-19, porque aumenta as possibilidades de circulação do vírus”, explica a Dra. Rosana Richtmann (CRM 50470-SP), infectologista do Instituto Emílio Ribas. “Por isso, programas de incentivo à vacinação contra a covid-19 e várias outras doenças são fundamentais.”

Outro fator que tem impacto direto quando falamos na produtividade do ambiente de trabalho são os sintomas derivados da “síndrome pós-covid” ou “covid longa”[VII]. Um dos principais sintomas é o que convencionou-se chamar de brain fog (“nevoeiro cerebral”, em português), uma dificuldade de raciocínio[VIII] — que tira a capacidade de concentração e tem se mostrado uma grande vilã da produtividade nas corporações. “Esse é um prejuízo importante, cuja fisiopatologia (mecanismo de ação no corpo) ainda não foi entendida exatamente”, explica Richtmann. “Esse nevoeiro pode prejudicar bastante o desempenho dos profissionais”.

Veja abaixo cinco motivos pelos quais as empresas deveriam continuar incentivando seus funcionários a se vacinarem:

  1. Diminui o número de faltas e afastamentos de funcionários doentes
    Como já vimos, o trabalho presencial desempenha um papel decisivo na cadeia de transmissão da covid-19, já que é onde as pessoas têm contato umas com as outras todos os dias. Portanto, quanto mais atualizada for a cobertura vacinal entre essas pessoas, menor é a circulação do vírus [IX] e, consequentemente, diminuem as chances de elas terem de se afastar do trabalho por motivos de doença.
    “A literatura científica recente tem encontrado evidências de que a vacinação é altamente custo-efetiva do ponto de vista público-social, mas também do ponto de vista privado” [X], explica o Dr. Gesner Oliveira, professor de economia na Fundação Getulio Vargas, coordenador do Centro de Estudos de Infraestrutura & Soluções Ambientais (FGVceisa) e sócio da GO Associados. “Um quadro funcional imunizado tende a ser mais produtivo, não só pela menor probabilidade de faltas, mas pela menor sobrecarga daqueles que precisam cobrir os afastados e pela menor rotatividade, que reduz custos de recrutamento e treinamento”.
  2.  Agrega valor à empresa enquanto marca empregadora
    Hoje em dia, ser um bom local de trabalho para os funcionários é uma estratégia importante para gerar uma percepção positiva sobre a marca — e a vacinação colabora fortemente para esse objetivo, já que fortalece o sentimento de cuidados com os funcionários, pertencimento e confiança entre os colaboradores e a empresa.
    “Em tempos de práticas de ESG, é natural que os colaboradores exijam posturas mais comprometidas das empresas onde trabalham”, diz o economista, lembrando que muitos desses compromissos maximizam o valor das companhias perante os seus interessados. “Isso quer dizer que incentivar a vacinação aumenta a produtividade não só porque as pessoas ficam mais saudáveis, mas porque elas sentem que seus interesses estão alinhados ao da organização da qual fazem parte.”
  3. Adultos que não fazem parte de grupos prioritários ainda podem finalizar o esquema vacinal pelo SUS
    Apesar do anúncio do Ministério da Saúde da entrada da vacinação contra a covid-19 no Calendário Nacional de Vacinação, em 2024, com foco em crianças de seis meses a menores de 5 anos e grupos prioritários com maior risco de desenvolver formas graves da doença, a vacinação contra a covid-19 atualmente segue disponível no sistema público de saúde para aqueles que precisam completar o esquema vacinal primário e não fazem parte do grupo de prioridade [XI].
    Para ser imunizado contra a covid-19, basta comparecer a qualquer unidade básica de saúde com um documento com foto. Se a pessoa tiver o cartão do SUS, levar também. De acordo com o histórico vacinal, os profissionais de saúde avaliarão a necessidade individual de doses faltantes, e, se houver, aplicarão a dose necessária [XI].
  4. A vacinação é a principal medida para prevenir casos graves e hospitalizações
    O resultado mais notório da vacinação em massa é a redução de casos graves de covid-19, hospitalizações e óbitos [II]. É um dos méritos das vacinas, que, mesmo não impedindo totalmente a replicação do vírus no corpo, conseguem reduzir o seu impacto, dando mais tempo para o nosso sistema imunológico combater a infecção [XII].
  5. Preserva o sistema de saúde
    Ainda que não desenvolvam um quadro grave de covid-19, os infectados pelo SARS-CoV-2 que apresentam algum tipo de sintoma precisam do diagnóstico, de preferência o mais precoce possível [XIII]. Como estamos convivendo com o vírus, em uma de suas ondas o sistema de saúde pode ficar sobrecarregado, prejudicando o cuidado com outros pacientes que precisam de atendimento.
    Com a vacinação e a consequente diminuição dos casos graves, os atendimentos são mais simples — e os hospitais conseguem absorvê-los sem comprometer o restante de suas operações [XIV].

Referências

[I]Ministério da Saúde - Ministério da Saúde atualiza lista de doenças relacionadas ao trabalho após 24 anos. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/2023/novembro/ministerio-da-saude-atualiza-lista-de-doencas-relacionadas-ao-trabalho-apos-24-anos. Acesso em 01 de dezembro de 2023.

[II]OPAS. OMS declara fim da Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional referente à COVID-19. Disponível em: https://www.paho.org/pt/noticias/5-5-2023-oms-declara-fim-da-emergencia-saude-publica-importancia-internacional-referente. Acesso em 8 de dezembro de 2023.

[III]World Health Organization (WHO). Coronavirus disease (COVID-19) - Prevention. Disponível em: https://www.who.int/health-topics/coronavirus#tab=tab_2. Acesso em 24 de novembro de 2023.

[IV]Centers for Disease Control and Prevention. People with certain medical conditions. Disponível em: https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/need-extra-precautions/people-with-medical-conditions.html. Acesso em 24 de novembro de 2022.

[V]Ministério da Saúde. Como se proteger? — Ministério da Saúde (www.gov.br). Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/coronavirus/como-se-proteger. Acesso em 16 de outubro de 2023.

[VI]World Health Organization. Os efeitos das variantes do vírus nas vacinas COVID-19 (em inglês). Disponível em: https://www.who.int/pt/news-room/feature-stories/detail/the-effects-of-virus-variants-on-covid-19-vaccines. Acesso em 21 de novembro de 2023.

[VII]Najafi MB, Javanmard SH. Post-COVID-19 Syndrome Mechanisms, Prevention and Management. Int J Prev Med. 2023 May 24;14:59. doi: 10.4103/ijpvm.ijpvm_508_21. PMID: 37351054; PMCID: PMC10284243. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC10284243/ Acesso em: 14 de dezembro de 2023

[VIII]Krishnan K, Lin Y, Prewitt KM, Potter DA. Multidisciplinary Approach to Brain Fog and Related Persisting Symptoms Post COVID-19. J Health Serv Psychol. 2022;48(1):31-38. doi: 10.1007/s42843-022-00056-7. Epub 2022 Feb 2. PMID: 35128461; PMCID: PMC8809226. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC8809226/. Acesso em: 14 de dezembro de 2023

[IX]Sociedade Brasileira de Imunizações. Vacinas. Disponível em: https://familia.sbim.org.br/vacinas. Acesso em 22 de novembro de 2023.

[X]Utami AM, Rendrayani F, Khoiry QA, Alfiani F, Kusuma ASW, Suwantika AA. Cost-Effectiveness Analysis of COVID-19 Vaccination in Low- and Middle-Income Countries. J Multidiscip Healthc. 2022 Sep 13;15:2067-2076. doi: 10.2147/JMDH.S372000. PMID: 36124175; PMCID: PMC9482370. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC9482370/. Acesso em: 14 de dezembro de 2023

[XI]Ministério da Saúde. Nova estratégia de vacinação contra Covid-19 começa a valer em 1º de janeiro. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/2023/dezembro/nova-estrategia-de-vacinacao-contra-covid-19-comeca-a-valer-em-1o-de-janeiro. Acesso em 08 de janeiro de 2024.

[XII]Center for Disease Control and Prevention. Understanding How COVID-19 Vaccines Work. Disponível em: https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/vaccines/different-vaccines/how-they-work.html. Acesso em 22 de novembro de 2023.

[XIII]Ministério da Saúde. Estou doente: o que fazer? Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/coronavirus/estou-doente-o-que-fazer. Acesso em 24 de novembro de 2023.

[XIV]Grøsland, M., Larsen, V.B., Telle, K. et al. Has vaccination alleviated the strain on hospitals due to COVID-19? A combined difference-in-difference and simulation approach. BMC Health Serv Res 22, 1183. Disponível em: https://doi.org/10.1186/s12913-022-08541-x. Acesso em 22 de novembro de 2023.

PP-CMR-BRA-0720

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Family Office as a Service: um modelo inovador na contramão do mercado
seloApresentado por SONATA

Family Office as a Service: um modelo inovador na contramão do mercado

Há 3 dias

96% dos estagiários consideram a experiência fundamental para o desenvolvimento profissional
seloApresentado por CIEE

96% dos estagiários consideram a experiência fundamental para o desenvolvimento profissional

Há 3 dias

Ricardo Bellino leva líderes empresariais ao mosteiro Zen para aprender nova abordagem de liderança
seloApresentado por SCHOOL OF LIFE

Ricardo Bellino leva líderes empresariais ao mosteiro Zen para aprender nova abordagem de liderança

Há 6 dias

Em expansão no Brasil, Globant é classificada como marca de TI com crescimento mais rápido do mundo
seloApresentado por GLOBANT

Em expansão no Brasil, Globant é classificada como marca de TI com crescimento mais rápido do mundo

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais