Negócios

13 franquias brasileiras em expansão no exterior

213 franquias brasileiras estão operando em 126 países. Conheça algumas redes:

Franquias no exterior: EUA e Portugal são os principais mercados (JaaakWorks/Getty Images)

Franquias no exterior: EUA e Portugal são os principais mercados (JaaakWorks/Getty Images)

Isabela Rovaroto
Isabela Rovaroto

Repórter de Negócios

Publicado em 4 de maio de 2023 às 07h15.

A ideia de morar em outro país é o sonho de muitos brasileiros, seja em busca de oportunidades ou para ter mais qualidade de vida. Para aqueles que buscam uma forma de empreender no exterior, as franquias brasileiras que atuam em outros países pode ser uma boa opção.

De acordo com uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira, 3, pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), existem cerca de 213 franquias nacionais operando em 126 países.

Estados Unidos, Portugal e Paraguai lideram a lista de países com mais marcas brasileiras. Já em número de unidades, Portugal, Estados Unidos e Argentina aparecem como primeiros colocados.

Pensando nisso, a EXAME elaborou uma lista com 13 franquias brasileiras que estão operando fora do país. Confira a seguir as principais informações sobre cada rede:

1. Espaçolaser

Originalmente brasileira, a Espaçolaser nasceu em 2004 e é a maior empresa especializada em depilação a laser do mundo, distribuída em mais de 800 unidades no Brasil, com operação na Argentina, Colômbia, Chile e Paraguai. A empresa conta com um perfil de franquia que apresenta alta rentabilidade, marca global e estabilidade nos negócios.

  • Investimento inicial: a partir de US$ 195.000
  • Prazo de retorno: em até 30 meses, o valor investido estará em caixa novamente

2. Emporium da Beleza

A Emporium da Beleza é uma franquia 6 em 1 que democratizou os serviços de estética avançada no Brasil. A rede já possui uma unidade em Portugal, na região de Cascais, e tem planos para abrir outras clínicas na Europa e América do Norte até 2025.

  • Investimento inicial: a partir de US$ 50 mil
  • Prazo de retorno: entre 14 e 22 meses

3. Morana

Considerada a maior marca de acessórios femininos da América Latina, a Morana abriu em dezembro de 2022 na Guatemala, a primeira loja da rede na América Central. Com 20 anos de existência e cerca de 300 franquias espalhadas pelo Brasil, o processo de internacionalização da rede acontece por meio de máster franqueados, e é uma estratégia importante para ganhar visibilidade de marca, share de mercado e consequentemente potencial de compras junto aos fornecedores globais, o que também favorece toda a cadeia de lojas no Brasil.

  • Investimento inicial: US$180 a US$500 mil, dependendo do potencial de cada país
  • O máster franqueado precisa ter três lojas nos primeiros 12 meses.
  • Prazo de retorno: 20 a 36 meses

4. Emagrecentro

Referência nas áreas de emagrecimento e estética corporal, a rede é a única franquia no mundo com metodologia aprovada por trabalho científico e que oferece o método patenteado e certificado, desenvolvido pelo Dr. Edson Ramuth, denominado Método 4 fases. Entre a decisão de expandir para o exterior e a inauguração da primeira unidade, foram dois anos de muito estudo e uma mudança de nome para facilitar a pronúncia em inglês. Com a bandeira “Best Shape”, a franquia hoje conta com três unidades nos Estados Unidos e uma na Espanha.

  • Investimento inicial: US$ 50.000,00
  • Prazo de retorno: 12 meses

5. CleanNew

A rede é uma das maiores franquias de higienização e blindagem de estofados do Brasil, possui sete unidades no exterior, sendo duas nos Estados Unidos, duas na Argentina, uma na Colômbia e duas na Espanha. Com atuação em formato home based, a rede tem planos de seguir em expansão para mais países. Para este ano a previsão é de novas operações em Luanda, Dubai, Abu Dhabi, Arábia Saudita, Angola, África do Sul, França e Espanha.

  • Investimento inicial: cerca de US$100 mil ou €100 mil
  • Prazo de retorno deste modelo: 12 a 24 meses

6. Anjos Sofás & Colchões

A rede especializada em colchões e estofados conta com mais de 270 lojas comercializadas e está presente em diversos estados brasileiros e também no Paraguai. Com atuação no formato loja física, a marca tem planos de chegar a outros países, tendo disponibilidade para franquear o modelo de negócio para todos os continentes.

  • Investimento inicial: a partir de 500 mil reais
  • Prazo de retorno: de 8 a 24 meses

7. Mr. Fit

Para a rede pioneira em fast-food de alimentação saudável no Brasil, o trabalho de internacionalização começou há pouco mais de um ano, em Lisboa, capital de Portugal, oferecendo sanduíches e refeições saudáveis, como estrogonofe de biomassa de banana verde e sucos funcionais, além de um cardápio low carb. A unidade realiza distribuição de comida congelada, delivery à lojas físicas, em shoppings centers e ruas. Segundo a rede, outros países já estão com lojas à venda para a operação, como Espanha, Itália, Estados Unidos e México.

  • Investimento inicial: R$ 350 mil
  • Prazo de retorno deste modelo: 12 a 24 meses

8. Mais1.Café

Uma das maiores redes de cafeteria do Brasil iniciou o seu processo de internacionalização em março, pelo Paraguai, em Ciudad del Este. Com o plano de abrir 10 unidades no país paraguaio em 2023, a franquia busca levar a qualidade do café especial com a agilidade do atendimento “to go”, a partir das suas bebidas, desde o clássico café coado até drinques gelados com café de grão especial. Além disso, a rede conta com acompanhamentos de doces e salgados importados da Europa.

  • Investimento inicial: a partir de R$ 200 mil
  • Prazo de retorno deste modelo: 18 a 24 meses

9. Calçados Bibi

Presente em mais de 60 países nos cinco continentes, a Calçados Bibi no Brasil está em 3 mil pontos de venda multimarcas, além do e-commerce e de uma rede de franquias com mais de 150 lojas. Atualmente, a marca conta com 19 operações no exterior, localizadas na América Latina. Para este ano, são esperadas 10 lojas em território internacional, principalmente em países como Equador, El Salvador, Costa Rica, Paraguai, Peru e Portugal.

  • Investimento inicial: de US$80 a US$ 100 mil dólares
  • Prazo de retorno: em 36 meses

10. Stuqui Projetos

A franquia home based foi criada especialmente para engenheiros e arquitetos entrega clientes para os seus franqueados, já que possui parceria com diversos bancos e esses, por sua vez, redirecionam os seus clientes para a rede. A rede trabalha em três setores: vistoria técnica, avaliação de imóveis e laudo de patologias. A rede possui modelos de negócios também em Portugal e, para franqueados que têm interesse em adquirir o modelo a Stuqui Projetos auxilia nos vistos e processos de imigração.

  • Investimento inicial: € 18.800,00
  • Prazo de retorno: 10 meses

11. CARGAPHONE

Iniciou o seu processo de expansão para o exterior no início de 2023 para os Estados Unidos. A franqueadora está cuidando de todos desembaraços logísticos para a implantação de unidades em Massachusetts (OH), com previsão de inauguração em junho deste ano. Para o primeiro semestre de 2024, há planos de expansão para o estado da Flórida, iniciando por Miami e Orlando.

  • Investimento inicial: R$ 19,9 mil
  • Prazo de retorno: até 12 meses

12. Patroni

Patroni opera no segmento fast food com produto casual, mantendo as Pizzas como item core sob a mesma receita desde 1984. Foco em lojas de rua e food courts, e delivery.

  • Investimento inicial: US$ 300 mil
  • Prazo de retorno: 24 a 36 meses

13.  Doutor Sofá

Rede especializada em limpeza de estofados em geral -- nasceu em Joinville, Santa Catarina e atualmente está em 25 estados mais o Distrito Federal com mais de 270 unidades em operação, além de unidades na Espanha, Portugal, Estados Unidos, Paraguai, Uruguai e em breve na Inglaterra.

  • Investimento inicial: a partir de 12 mil dólares
  • Prazo de retorno: 06 a 12 meses
Acompanhe tudo sobre:FranquiasEmpreendedorismo

Mais de Negócios

Os engenheiros da saúde: como essa startup quer evitar perdas financeiras nos hospitais

IBM aposta em padrões abertos para incentivar o uso em escala da IA

Como a Renova Invest se mantém entre as melhores assessorias há 5 anos

Para além da Heineken na hora do aperto: o Rappi Turbo quer virar o seu próximo mercadinho de bairro

Mais na Exame