UE se posiciona a favor de Macron na eleição da França

É a primeira vez que as entidades que compõem a UE se pronunciam sobre uma eleição em curso
União Europeia: franceses terão de decidir pela continuidade na UE, segundo entidades (Georges Gobet/AFP/AFP)
União Europeia: franceses terão de decidir pela continuidade na UE, segundo entidades (Georges Gobet/AFP/AFP)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 24/04/2017 às 12:06.

Paris - A União Europeia se posicionou fortemente a favor do centrista Emmanuel Macron na disputa presidencial francesa contra Marine Le Pen, candidata da extrema-direita, argumentando que essa é uma escolha entre a defesa da UE contra aqueles que buscam a destruição do bloco.

Em uma posição excepcional durante uma campanha em curso, a Comissão Europeia disse que as circunstâncias levaram a essa declaração.

O porta-voz da UE, Margaritis Schinas, afirmou que "a escolha era fundamental". Para ele, Macron representa os valores pró-europeus, enquanto Le Pen "procura sua destruição".

O Parlamento Europeu também se uniu aos outros líderes da UE que expuseram um posicionamento favorável ao centrista. O presidente Antonio Tajani disse acreditar que Marine Le Pen não vencerá no segundo turno da eleição presidencial e pediu que os franceses se envolvessem e defendessem o bloco.

Segundo Tajani, o objetivo de Le Pen de deixar a UE e a zona do euro é uma má escolha, já que "permanecer em isolamento é uma má solução". Ele disse, ainda, que há coisas a serem melhoradas, mas que isso não significa que a destruição seja necessária. Fonte: Associated Press.