Mundo

TSE vai combater financiamento ilegal de campanhas

Tribunal assinou acordo com o ministério da Justiça para apurar lavagem de dinheiro

O Presidente do TSE, Ricardo Lewandovski, disse que só serão investigadas contas quando houver suspeita de recursos ilegais (Arquivo)

O Presidente do TSE, Ricardo Lewandovski, disse que só serão investigadas contas quando houver suspeita de recursos ilegais (Arquivo)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de outubro de 2010 às 03h42.

Brasília - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) fechou hoje (9) um convênio com o Ministério da Justiça para investigar irregularidades em financiamento de campanhas eleitorais e em atividades partidárias. A ideia é que o tribunal possa usar programas desenvolvidos pelo ministério para apurar crimes de lavagem de dinheiro.

Durante a solenidade que selou o acordo, o presidente do TSE, Ricardo Lewandoski, afirmou que os programas de investigação de lavagem de dinheiro do Ministério da Justiça só serão usados se houver indícios de fraudes nas contas dos candidatos, dos partidos ou das coligações.

"Não partimos do pressuposto de que todas as contas passam por lavagem de dinheiro. Usaremos o programa se tivermos, eventualmente, a suspeita de que as contas foram alimentadas com recursos ilícitos", afirmou o ministro.

Para ajudar o TSE a localizar mais rapidamente possíveis fraudes, o acordo também prevê o desenvolvimento de técnicas para localizar e investigar as práticas suspeitas. O acordo tem vigência indeterminada.

O TSE também assinou na tarde de hoje um convênio com a Polícia Federal (PF) para combater os crimes eleitorais. Caberá ao tribunal participar de operações da PF e instruir policiais federais sobre esse tipo de crime, enquanto a PF enviará relatórios com dados comparativos sobre as apurações. O convênio tem duração de um ano e pode ser prorrogado por igual período.

Leia mais sobre justiça

Siga as últimas notícias de Eleições no Twitter

 

Acompanhe tudo sobre:EleiçõesEleições 2010JustiçaPolícia FederalPolítica no Brasil

Mais de Mundo

Trump diz que quer ser 'presidente de todos' e detalha tiro que levou em 1º discurso após atentado

Trump fará 1º comício após ataque neste sábado, em condado decisivo para a eleição

Eleições nos EUA: Trump discursa na Convenção Republicana nesta quinta; assista ao vivo

Eleições nos EUA: Quem são e o que pensam os eleitores republicanos?

Mais na Exame