Mundo

Comunidade empresarial chinesa faz apelo aos EUA para cancelarem medidas de tarifas sobre produtos

O Representante de Comércio dos EUA divulgou resultados da revisão quadrienal das tarifas 301 sobre a China, anunciando um aumento adicional das tarifas sobre produtos importados

Taxação de exportações: “O setor empresarial chinês se opõe firmemente a isso”, disse o porta-voz da China (Matt Anderson Photography/Getty Images)

Taxação de exportações: “O setor empresarial chinês se opõe firmemente a isso”, disse o porta-voz da China (Matt Anderson Photography/Getty Images)

China2Brazil
China2Brazil

Agência

Publicado em 16 de maio de 2024 às 20h45.

Tudo sobreChina
Saiba mais

Um porta-voz do Conselho da China para a Promoção do Comércio Internacional fez uma declaração sobre os resultados da revisão quadrienal das tarifas 301 sobre a China divulgados pelo Representante de Comércio dos Estados Unidos, apelando aos Estados Unidos para cumprir efetivamente as regras da Organização Mundial do Comércio (OMC) e cancelar imediatamente as medidas de tarifas sobre produtos chineses.

Em 14 de maio, o Representante de Comércio dos Estados Unidos divulgou os resultados da revisão quadrienal das tarifas 301 sobre a China, anunciando um aumento adicional das tarifas sobre produtos importados da China com base nas tarifas 301 existentes.

“O setor empresarial chinês se opõe firmemente a isso”, disse o porta-voz, acrescentando que setores relacionados, como veículos elétricos, baterias de lítio e células fotovoltaicas, injetaram forte impulso no desenvolvimento global de energia limpa e inovação verde por meio de inovação tecnológica contínua e participação ativa na competição de mercado, integrando-se à cadeia de suprimentos global.

Regras da OMC

Segundo o porta-voz, o Representante de Comércio dos Estados Unidos ignorou as regras da OMC, continuou a abusar do processo de revisão das tarifas 301 e aumentou significativamente as tarifas sobre alguns produtos importados da China, o que é um ato de unilateralismo e protecionismo comercial. Ao mesmo tempo, os Estados Unidos estão subsidiando fortemente setores como veículos elétricos e semicondutores, o que claramente viola os princípios da economia de mercado e as regras internacionais de comércio, prejudicando gravemente a estabilidade e segurança das cadeias globais de suprimentos industriais.

O Conselho da China para a Promoção do Comércio Internacional e a Câmara de Comércio Internacional da China, em nome do setor empresarial chinês, apelam aos Estados Unidos para cumprir efetivamente as regras da OMC, cancelar imediatamente as medidas de tarifas sobre produtos importados da China, encorajar a confiança e cooperação entre os setores empresariais da China e dos Estados Unidos, e juntos manter a estabilidade e fluidez das cadeias de suprimentos industriais, acelerando a recuperação econômica mundial.

Acompanhe tudo sobre:ChinaEstados Unidos (EUA)Comércio exterior

Mais de Mundo

EUA anuncia que vai priorizar entregas de sistemas de defesa aérea Patriot para a Ucrânia

Putin ganha cães de Kim Jong-un durante visita à Coreia do Norte; veja fotos

Ozempic e Wegovy "acabam" com canetas de insulina na África do Sul; entenda

Investimento estrangeiro cai 10% no Brasil em 2023, aponta relatório da ONU

Mais na Exame