• AALR3 R$ 20,11 -0.45
  • AAPL34 R$ 68,55 2.65
  • ABCB4 R$ 16,82 0.78
  • ABEV3 R$ 14,01 -0.07
  • AERI3 R$ 3,90 7.14
  • AESB3 R$ 10,83 1.21
  • AGRO3 R$ 31,05 1.01
  • ALPA4 R$ 20,80 1.66
  • ALSO3 R$ 19,43 2.21
  • ALUP11 R$ 27,19 1.46
  • AMAR3 R$ 2,50 3.73
  • AMBP3 R$ 31,45 4.66
  • AMER3 R$ 24,04 2.43
  • AMZO34 R$ 65,62 -1.53
  • ANIM3 R$ 5,66 3.85
  • ARZZ3 R$ 79,68 -2.06
  • ASAI3 R$ 15,83 -0.81
  • AZUL4 R$ 21,78 3.22
  • B3SA3 R$ 12,13 0.75
  • BBAS3 R$ 38,49 4.03
  • AALR3 R$ 20,11 -0.45
  • AAPL34 R$ 68,55 2.65
  • ABCB4 R$ 16,82 0.78
  • ABEV3 R$ 14,01 -0.07
  • AERI3 R$ 3,90 7.14
  • AESB3 R$ 10,83 1.21
  • AGRO3 R$ 31,05 1.01
  • ALPA4 R$ 20,80 1.66
  • ALSO3 R$ 19,43 2.21
  • ALUP11 R$ 27,19 1.46
  • AMAR3 R$ 2,50 3.73
  • AMBP3 R$ 31,45 4.66
  • AMER3 R$ 24,04 2.43
  • AMZO34 R$ 65,62 -1.53
  • ANIM3 R$ 5,66 3.85
  • ARZZ3 R$ 79,68 -2.06
  • ASAI3 R$ 15,83 -0.81
  • AZUL4 R$ 21,78 3.22
  • B3SA3 R$ 12,13 0.75
  • BBAS3 R$ 38,49 4.03
Abra sua conta no BTG

Senado rejeita proposta migratória apoiada por Trump

A proposta conseguiu o apoio de 39 senadores, mas 60 votaram contra, ficando ainda longe de poder superar a barreira dos 60 votos no Senado
Senado: poucos minutos antes, o Senado também tinha rejeitado uma iniciativa bipartidária sobre imigração (Getty Images/Alex Wong)
Senado: poucos minutos antes, o Senado também tinha rejeitado uma iniciativa bipartidária sobre imigração (Getty Images/Alex Wong)
Por EFEPublicado em 15/02/2018 21:12 | Última atualização em 15/02/2018 21:12Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Washington - O Senado dos Estados Unidos rejeitou nesta quinta-feira a proposta migratória apoiada pelo presidente Donald Trump que propunha a regularização de 1,8 milhão de imigrantes sem documentos em troca de US$ 25 bilhões para a construção do muro na fronteira com o México e incluía medidas para reduzir a imigração legal.

A proposta, que havia sido apresentada no Senado pelo republicano Chuck Grassley, conseguiu o apoio de 39 senadores, mas 60 votaram contra, ficando ainda longe de poder superar a barreira dos 60 votos no Senado, onde os republicanos têm maioria.

Poucos minutos antes, o Senado também tinha rejeitado uma iniciativa bipartidária que incluía um caminho para conceder a cidadania aos jovens sem documentos que chegaram aos Estados Unidos quando crianças, conhecidos como "dreamers" ("sonhadores"), e também recursos para o muro na fronteira com o México.

Essa outra proposta cumpria apenas dois dos quatro "pilares" que Trump tinha exigido para que qualquer projeto receba o apoio da Casa Branca.

Os outros dois - não incluídos no pacto - são cancelar a "loteria de vistos", que atribui 50 mil licenças de trabalho e residência ao ano a cidadãos de países com baixas taxas de migração aos EUA; e encerrar o atual sistema de reagrupamento familiar, conhecido pelos detratores como "migração em cadeia".

No debate de hoje, o Senado também rejeitou outras duas emendas que propunham diferentes soluções para mudar o sistema migratório.

A rejeição do Senado a todas as propostas migratórias devolve as negociações, que duraram meses, ao começo e, sobretudo, semeia dúvidas sobre a capacidade do Senado para encontrar uma solução para os "sonhadores".

Trump ordenou em setembro do ano passado o cancelamento do programa DACA (Ação Diferida para Chegadas na Infância), mas deu ao Congresso um prazo até 5 de março para encontrar uma solução permanente para os 690 mil jovens que atualmente podem viver e trabalhar nos EUA graças a esse plano.