A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Rússia diz que caça quase colidiu com avião oficial russo

A Rússia alegou que um jato francês chegou perto de uma aeronave que levava o presidente da Câmara Baixa do Parlamento quando cruzava o espaço aéreo da França

Moscou - A Rússia alegou que um jato militar francês chegou perigosamente perto de uma aeronave que levava o presidente da Câmara Baixa do Parlamento russo quando cruzava o espaço aéreo da França nesta segunda-feira, mas Paris afirma que na verdade se tratava de um caça suíço.

O Ministério das Relações Exteriores russo disse ter convocado o embaixador francês em Moscou para protestar contra o que descreveu como "uma proximidade perigosa entre um caça da Força Aérea francesa em seu espaço aéreo nacional e uma aeronave levando uma delegação parlamentar russa".

Mas o Ministério da Defesa francês afirmou que nenhuma aeronave de seu país se envolveu no incidente, que de acordo com o relato de Moscou aconteceu nesta segunda-feira. O Ministério das Relações Exteriores da França declarou que o avião em questão era da Suíça, sem dar maiores detalhes.

"É uma aeronave suíça", disse um funcionário da pasta francesa. O porta-voz do aeroporto de Genebra, Bernard Stampfli, afirmou não ter informações sobre o suposto incidente, mas disse que o assunto está sendo investigado.

A França lamentou que seu embaixador foi convocado em Moscou, afirmaram os ministérios do Exterior e da Defesa em comunicado nesta segunda-feira, reafirmando que nenhuma aeronave francesa esteve envolvida em qualquer incidente com um avião russo.

"Nenhuma aeronave do Exército francês esteve envolvida no incidente com a aeronave oficial russa que o Ministério do Exterior russo mencionou", afirmou o comunicado. "Lamentamos, portanto, que o embaixador francês em Moscou tenha sido chamado." "Os esclarecimentos necessários estão sendo feitos com as autoridades russas", acrescentou.

O evento ocorreu quando Sergei Naryshkin, presidente da Câmara Baixa e aliado do presidente russo, Vladimir Putin, ia para Genebra, na Suíça, para participar de um encontro internacional de parlamentares.

O aeroporto de Genebra fica muito próximo da fronteira da Suíça com a França, o que pode ter causado uma confusão sobre em qual espaço aéreo o avião de Naryshkin se encontrava no momento do incidente.

O Ministério das Relações Exteriores russo afirmou: "O embaixador foi informado sobre a profunda preocupação da Rússia com o que aconteceu. Foi enfatizado que tais ações de Paris minam a possibilidade de usar a França como local para realizar reuniões e conversas internacionais".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também