A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Parlamento de Israel aprova novo governo que encerra era Netanyahu

Netanyahu, político israelense mais dominante de sua geração, fracassou em formar um governo após as eleições em 23 de março, a quarta em dois anos

O tempo recorde de 12 anos no poder do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu deve se encerrar neste domingo, quando o parlamento se reúne para aprovar um novo governo que prometeu curar a nação amargamente dividida pela sua saída.

Netanyahu, político israelense mais dominante de sua geração, fracassou em formar um governo após as eleições em 23 de março, a quarta em dois anos.

Naftali Bennett, um milionário hi-tech, está preparado para substituí-lo como chefe do novo governo formado por aliados improváveis, incluindo legisladores de esquerda, de centro e árabes, que ele agrupou com o líder de oposição Yair Lapid.

O Knesset se reuniu para aprovar o novo governo em um voto de confiança que seguirá discursos e um debate que pode levar cerca de quatro horas. Após a ratificação, o novo gabinete deve ser empossado.

Bennett, de 49 anos, um judeu ortodoxo, irá servir como premiê por dois anos antes de Lapid, um ex-apresentador de televisão, assumir o cargo.

"Obrigado, Benjamin Netanyahu por seu longo serviço, cheio de realizações em nome do Estado de Israel", disse Bennet em um discurso no início da sessão.

O governo, que inclui pela primeira vez um partido que representa a minoria árabe, que corresponde a 21% da população israelense, planeja amplamente evitar mudanças drásticas em questões internacionais polêmicas como a política em relação aos palestinos, para se focar em reformas domésticas.

Com poucas perspectivas de progresso em relação à resolução do longo conflito com Israel, muitos palestinos provavelmente continuam impassíveis com a mudança de governo, dizendo que Bennett irá provavelmente seguir a mesma agenda de Netanyahu.

Isso parece provável em relação à principal preocupação de Segurança de Israel, o Irã. Um porta-voz de Bennett disse que ele promete "oposição vigorosa" a qualquer volta dos Estados Unidos ao acordo nuclear de 2015 com o Irã, mas que buscaria cooperar com o governo do presidente norte-americano Joe Biden.

"Amo vocês, obrigado!", escreveu Netanyahu numa mensagem ao povo israelense no Twitter, com uma foto do líder de 71 anos com o a bandeira de Israel ao fundo.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também