A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Novas empresas não apontam volta do capitalismo, diz Castro

"Não somos ingênuos, nem ignoramos a influência de poderosas forças externas", disse o presidente de Cuba

Havana - O presidente de Cuba, Raúl Castro, afirmou neste sábado que aumentou o número de micro, pequenas e médias empresas privadas em função das reformas econômicas empreendidas no país há cinco anos, mas alertou que isso não representa a "restauração do capitalismo".

Em seu discurso inaugural do VII Congresso do Partido Comunista de Cuba, Raúl lembrou que a principal forma de gestão econômica no modelo socialista cubano continuará a ser a estatal.

"Não somos ingênuos, nem ignoramos a influência de poderosas forças externas que apostam no que chamam de empoderamento das forças não estatais de gestão, a fim de gerar agentes de mudança com a esperança de acabar com a revolução e o socialismo em Cuba", ressaltou Castro, em uma referência ao apoio expresso dos Estados Unidos aos empreendedores cubanos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também