México deveria parar fluxo de pessoas e drogas rumo aos EUA, diz Trump

Trump ameaça aplicar tarifas a importações mexicanas caso o país não acabe com a imigração ilegal

São Paulo — Com uma delegação de autoridades do México em Washington para negociar uma saída da imposição de tarifas pelos Estados Unidos a partir da próxima segunda-feira, 10 de junho, o presidente Donald Trump, afirmou que, "como um sinal de boa-fé", o governo mexicano deveria interromper "imediatamente" o fluxo de pessoas e drogas passando pelo seu país rumo à fronteira americana.

"Eles conseguem fazê-lo se quiserem!", acrescentou o republicano, que está em visita de Estado ao Reino Unido.

Em uma sequência de tuítes, Trump disse também ter sido informado pelo governo da Rússia de que este teria removido "a maioria das suas pessoas" da Venezuela, em referência aos membros das forças armadas russas enviados ao país sul-americano.

Outra mensagem publicada pelo presidente americano nesta tarde classifica a relação dos EUA com os britânicos como "muito forte". "Grande acordo comercial é possível uma vez que o Reino Unido se livre das algemas", escreveu, em provável referência ao Brexit, a separação britânica da União Europeia, hoje estipulada para 31 de outubro. "Já estamos começando a conversar!", completou.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.