Merkel defende medidas de segurança diante de jihadistas

Governo faz e fará tudo o que estiver em suas mãos para proteger "sejam judeus, cristãos, muçulmanos ou pessoas que não professam nenhuma religião", diz Merkel

Berlim - A chanceler alemã, Angela Merkel, ressaltou nesta quinta-feira as boas relações que existem no país com a "imensa maioria dos muçulmanos", mas admitiu a existência de elementos "isolados" conectados com o jihadismo que exigem manter as medidas de segurança ativas.

Em entrevista coletiva na Chancelaria depois de se reunir com o primeiro-ministro ucraniano, Arseni Yatseniuk, Merkel assegurou que o governo faz e fará tudo o que estiver em suas mãos para proteger todos os cidadãos na Alemanha, "sejam judeus, cristãos, muçulmanos ou pessoas que não professam nenhuma religião".

Após o mortal ataque de ontem em Paris contra a revista satírica "Charlie Hebdo", a chanceler ressaltou que os muçulmanos neste país se manifestaram claramente contra os atentados terroristas.

No entanto, a líder alemã reconheceu que no país também há "infelizmente forças isoladas conectadas com o jihadismo" e defendeu portanto a necessidade de manter as medidas de segurança, como ontem assinalou o ministro do Interior, Thomas de Maizière.

O ministro avançou que tinham sido reforçadas "parcialmente" as medidas de segurança após o atentado de Paris, embora assegurou que não existam "indícios concretos" que apontem a um risco de atentado na Alemanha.

De Maizière ressaltou também a necessidade de distinguir com clareza o terrorismo islamita e o Islã, uma mensagem parecida com a do ministro da Justiça, o social-democrata Heiko Maas, ao considerar "repugnante" que haja movimentos islamofóbicos que tentem "instrumentalizar" o atentado de Paris.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também