Líbano passa a exigir visto para sírios

Meta é frear a chegada de refugiados no Líbano, onde já vivem mais de um milhão sírios

Beirute - anunciou que começará a exigir visto dos sírios pela primeira vez na história dos dois países, a fim de frear a chegada de refugiados no Líbano, onde já vivem mais de um milhão sírios.

Sírios e libaneses sempre viajaram livremente através da fronteira desde a independência de seus países nos anos 40, apresentando somente um documento de identidade.

Segundo o site do governo libanês, partir de 5 de janeiro, serão emitidas seis categorias de vistos na fronteira, e não na embaixada libanesa em Damasco.

Em outubro, o ministro de Assuntos Sociais, Rashid Derbas, afirmou que o Líbano já não aceitaria mais refugiados sírios, salvo em casos excepcionais, "por razões humanitárias".

Com a nova medida, "pela primeira vez na história dos dois países, o Líbano pede aos sírios que justifiquem o motivo de sua entrada", declarou no sábado Derbas à AFP.

Serão emitidos vistos turísticos, médicos, de trânsito, de estudante, para realizar uma consulta em embaixada estrangeira ou quando um libanês se responsabilizar pelo solicitante. Também serão dados vistos temporários a "homens de negócios" e a quem tenha bens imobiliários no país.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.