Índia diz ser "muito cedo" para falar sobre exportação de vacinas contra covid

Em missão coordenada pelo Ministério da Saúde, um avião deve sair do Brasil na noite desta sexta-feira, rumo à Índia, para buscar 2 milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Índia, Anurag Srivastava, disse nesta quinta-feira, 14, que é "muito cedo" para falar sobre exportação de vacinas para outros países. Em missão coordenada pelo Ministério da Saúde, um avião deve sair do Brasil na noite desta sexta-feira, 15, rumo à Índia, para buscar dois milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca, produzidas pelo laboratório indiano Serum. O governo brasileiro conta com essas doses para iniciar a vacinação no dia 20 de janeiro, após possível autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O avião estava previsto para decolar de Recife nesta quinta-feira, 14, mas o voo foi adiado para esta sexta por "problemas logísticos internacionais", segundo o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Ainda não há previsão sobre a chegada das doses ao Brasil. Em nota, o Ministério da Saúde disse que a data de retorno "está sendo avaliada de acordo com o andamento dos trâmites da operação de logística feita pelo governo federal em parceria com a Azul". O pouso será no Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio.

"Como todos sabem, a vacinação está apenas começando na Índia. É muito cedo para dar uma resposta específica sobre distribuição para outros países porque ainda estamos avaliando cronogramas de produção e entrega. Vamos tomar decisões sobre isso eventualmente, mas deve levar um tempo", disse o porta-voz indiano.

De acordo com o jornal The India Times, autoridades do país disseram que o envio das doses para o Brasil seria adiado por alguns dias por "questões de logística".

A Índia, com 1,3 bilhão de habitantes, começará a campanha de vacinação contra a covid-19 neste sábado, 16, considerada pelas autoridades como "a maior campanha de vacinação do mundo".

O avião saiu do Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), na quinta-feira, 14, com destino ao Recife, e seguirá para Mumbai nesta sexta-feira, de acordo com o último comunicado do Ministério da Saúde. A viagem tem cerca de 15 horas de duração.

Nas duas laterais da aeronave, foram afixados adesivos com o slogan da campanha do governo federal "Brasil imunizado: somos uma só nação" e a imagem do personagem Zé Gotinha.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.